Projeto Fadigômetro inicia fase de coleta de dados

Fonte
  • Menor Pequena Medium Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O projeto Fadigômetro, pioneiro no mundo e que tem como objetivo a criação de um banco de dados sobre o estado de alerta das tripulações da aviação civil brasileira durante suas jornadas de trabalho, inicia nesta quarta-feira (18) sua fase de coleta de dados.

A participação dos aeronautas da aviação regular é fundamental —lembramos que essa participação é espontânea e anônima e que as informações serão preservadas e não serão compartilhadas em nenhum conteúdo produzido pela equipe do Fadigômetro. 

Para participar, envie suas escalas de voo por meio do site www.fadigometro.com.br. Os dados serão coletados por meio de uma plataforma que irá armazenar os arquivos e convertê-los para um formato padrão compatível com o software de gerenciamento de fadiga humana.

A partir da compilação dos dados, o Fadigômetro será capaz de determinar os níveis de exposição dos tripulantes aos riscos da fadiga, permitindo a propositura de métodos para análise de riscos e estratégias para mitigação do problema.

O potencial do programa para prover um salto quantitativo nos níveis de segurança da aviação brasileira é enorme.

Participe! 

Para saber mais, visite www.fadigometro.com.br. Lá você irá encontrar vídeos e textos explicativos, que respondem a dúvidas sobre o que é o Fadigômetro, para que serve e quem tem acesso aos dados, dentre outras informações importantes.

O projeto Fadigômetro é uma inciativa do SNA e das associação Abrapac, Asagol e ATL, com  participação da Universidade de São Paulo (Instituto de Física, Instituto de Biociências e Faculdade de Saúde Pública) e com o apoio da Comissão Nacional de Fadiga Humana. 

Saiba mais: https://goo.gl/HXyE4V


bannerfísico fadigometro copia

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS