AeroClippi?ng, terça-feir?a, 08/07/14 - ano XII - nº 206

Fonte
  • Menor Pequena Medium Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O Estado de S.Paulo

Smiles: acordo Gol-Etihad amplia oferta de assentos

Em homenagem a Neymar, aeronave da seleção traz mensagem ‘#éTóiss’

Aeroporto de Brasília registra recorde durante jogo da Argentina

O Globo

TAM ‘esquece’ atleta paralímpico em aeroporto

G1

Infraero decide até fim do ano se ampliará pista de aeroporto no RS

Aeroporto de Santarém terá Centro de Atendimento ao Turista

Aeronave tenta decolar, bate em cerca e quatro ficaram feridos em MT

Jornal do Brasil

Aeroporto Internacional do Galeão fica sem luz por 10 minutos

Folha do Povo - MS

Aeroporto de Dourados movimenta 60 mil passageiros no 1º semestre

Mercado&Eventos

Volta Redonda (RJ) está a um passo de ter aeroporto

Panrotas

Joinville (SC) tem novo sistema para pousos e decolagens

Obras em aeroportos continuam pós-Copa, diz Dilma

Portal iG

Air France alerta que lucro pode ficar até 12% abaixo do previsto

para 2014


O Estado de S.Paulo

07 Julho 2014 | 19h 57

Smiles: acordo Gol-Etihad amplia oferta de assentos

NATALIA GÓMEZ - AGÊNCIA ESTADO


Depois de a Gol anunciar que assinou acordo de compartilhamento de voos

(codeshare) com a Etihad Airways, a Smiles afirmou que a parceria vai ampliar a

oferta de assentos para Oriente Médio e Ásia.


"A parceria com a Etihad, uma das melhores companhias aéreas do mundo, ampliará

nossa disponibilidade de assentos para o Oriente Médio e Ásia, entre outros

destinos, e será uma exclusividade do Smiles entre os programas de fidelidade

brasileiros", afirmou em comunicado Leonel Andrade, presidente da Smiles.


Segundo o executivo, a ampliação das parcerias aéreas reflete a estratégia de

aumentar a disponibilidade de bilhetes para destinos internacionais e fortalece

a posição da empresa como uma das melhores opções para resgate de milhas do

mercado. "Vamos continuar trabalhando neste sentido", afirmou.


Em breve, a Gol e a Etihad celebrarão um acordo de Frequent Flyer Program (FFP)

por meio do qual oferecerão a todos os clientes os benefícios dos respectivos

programas de fidelidade, o Smiles, da Gol, e o Etihad Guest, da Etihad Airways.


Segundo comunicado, o acordo ainda depende da aprovação da Agência Nacional de

Aviação Civil (Anac) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).


O Estado de S.Paulo

Segunda-Feira 07/07/14

Em homenagem a Neymar, aeronave da seleção traz mensagem ‘#éTóiss’

MARIANA CONGO


Aeronave que transporta a seleção brasileira foi estampada com expressão

tradicional do jogador, que está fora do Mundial em função de uma fratura

A aeronave que transporta a seleção brasileira foi estampada em homenagem ao

jogador Neymar.


Um letreiro com a hashtag “#éTóiss” – expressão usada por Neymar para falar dos

amigos – foi adesivado no avião da companhia Gol que faz o transporte da seleção

e da comissão técnica.


A seleção brasileira voa hoje para Belo Horizonte (MG) para a partida de

terça-feira contra a Alemanha pela semifinal da Copa.


Neymar sofreu uma fratura da terceira vértebra lombar minutos finais da vitória

por 2 a 1 sobre a Colômbia, na sexta-feira, em Fortaleza, pelas quartas de final

da Copa do Mundo. Em função do tempo necessário para a recuperação, Neymar está

fora do Mundial.


A presidente Dilma Rousseff também fez uma homenagem a Neymar, ao publicar uma

foto na qual faz o gesto da letra T, eternizado por Neymar em referência ao “É

Tóiss’.





Gol faz homenagem a Neymar

com aeronave #éTóiss (Fotos: Divulgação)


O Estado de S.Paulo

Segunda-Feira 07/07/14

Aeroporto de Brasília registra recorde durante jogo da Argentina

Média no último sábado,

5, foi de um voo a cada dois minutos e meio

Jorge Macedo – especial

para

O Estado de S. Paulo


BRASÍLIA – O Aeroporto Internacional

Juscelino Kubitschek, no Distrito Federal, bateu recorde de operação no último

sábado, 5, data da partida entre Argentina e Bélgica pelas quartas de final da

Copa do Mundo. Segundo informações da Secretaria de Aviação Civil (SAC), foram

582 pousos e decolagens durante todo o dia. De acordo com a Inframerica,

consórcio que administra o aeroporto, o número é 32,2% maior que o registrado em

dias normais, com a média de 440 chegadas e partidas.


Os charters, voos fretados com até 150 pessoas feitos por boeings, contribuíram

de forma significativa para o recorde. Foram 59, contra sete registrados no

mesmo dia do ano passado, aumento de 742%. Segundo a embaixada argentina na

cidade, 60 mil turistas estiveram na capital no último fim de semana para

acompanhar a seleção.


O governo argentino fretou 11 voos de Buenos Aires para Brasília somente para o

jogo. A Associação de Futebol Argentino (AFA) fretou outros três aviões para

trazer cerca de 500 pessoas entre familiares e convidados dos jogadores. Até

então, o recorde do terminal no ano havia sido registrado em 19 de junho,

domingo, data do confronto entre Colômbia e Costa do Marfim. Foram 483 pousos e

decolagens, 10% a mais que a média do aeroporto.


A Argentina segue com chances de levantar o troféu e se consagrar tricampeã

mundial. Após vencer a Bélgica por 1 a 0 no último sábado, 5, em Brasília, a

seleção comandada por Messi enfrentará a Holanda, atual vice-campeã mundial, na

Arena Corinthians, em São Paulo, na próxima quarta-feira, 9. Amanhã, Brasil e

Alemanha entram em campo às 17h, no Mineirão, para decidir o primeiro finalista

da Copa.


O Globo

07/07/2014 9:59

DEFESA

DO CONSUMIDOR

TAM ‘esquece’ atleta paralímpico em aeroporto

Ricardinho, campeão da

seleção brasileira de futebol, aguardava em Porto Alegre um voo para o Rio

POR LUIZA XAVIER



Ricardinho, camisa 10 da

Seleção Brasileira de Futebol de 5: empresas

não estão preparadas para atender clientes com necessidades especiais

Foto: Arquivo pessoal


RIO – A TAM “esqueceu” na sala de embarque

do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, o atleta paralímpico Ricardo Alves.

Por causa do incidente, o craque da seleção brasileira de futebol de cinco,

disputado por deficientes visuais, deixou de participar de uma entrevista

coletiva com jornalistas internacionais no Rio de Janeiro.A companhia aérea

anunciou que por causa do acontecido está revendo o treinamento de sua equipe. É

que falhas de atendimento cometidas aborrecem qualquer cliente, mas podem

resultar em constrangimento ainda maior se o passageiro tem necessidades

especiais.


O voo estava marcado para as 8h e mesmo tendo chegado às 6h50 ao terminal,

Ricardinho não conseguiu embarcar.


- Fiz o check-in normalmente e um funcionário me levou até a sala de embarque. O

tempo foi passando e percebi que as pessoas a minha volta estavam saindo. Teve

um momento em que alguém sentou ao meu lado e eu pedi para que verificasse o

número do meu cartão de embarque. O rapaz disse que aquele voo já havia

decolado, que já passava das 8h. O mais estranho é que nem anunciaram meu nome,

como normalmente acontece se um passageiro está atrasado - conta.


A TAM, por meio da assessoria de imprensa, informou que toda a empresa ficou

consternada com a situação de Ricardinho, mas que esse o episódio foi pontual.

De qualquer forma, a aérea anunciou a revisão do treinamento das equipes para

evitar novas falhas. Segundo o jogador, a gerência da companhia no aeroporto

Salgado Filho ofereceu outro bilhete para o Rio naquele mesmo dia, o que não

seria suficiente para contornar a situação.


- Não aceitei. Quando eu chegasse ao Rio o evento já teria terminado. O maior

prejuízo foi perder a oportunidade de divulgar para a imprensa internacional o

esporte paralímpico, minha intenção era divulgar o mundial que realizaremos em

novembro no Japão. Acho que as empresas não estão preparadas para atender quem

tem necessidades especiais. Uma vez, não lembro em qual companhia, o funcionário

queria me levar até o embarque de cadeira de rodas. Tive de lembrá-lo que não

enxergo, mas que ando muito bem – diz o atleta de 27 anos, que ficou cego na

infância.


Ricardinho ainda não sabe se vai recorrer à Justiça contra a TAM em razão do

episódio. Mas, de acordo com o advogado José Alfredo Lion, especialista em

defesa do consumidor, os tribunais têm sido sensíveis a casos como o do jogador

com base em uma recente tese, a teoria da perda da última chance.


- É uma tendência nos tribunais brasileiros para o cálculo da indenização que

considera a perda de algo específico, que a pessoa não terá chance de realizar

novamente. Esse rapaz perdeu a chance de divulgar seu trabalho e o da equipe. E

se, por exemplo, a ausência nesse compromisso incluísse o pagamento de multa

contratual? Quem iria ressarci-lo pelo prejuízo? - questiona o advogado.


Necessidades especiais devem ser informadas com

antecedência


As três principais empresas aéreas brasileiras - TAM, Gol e Azul - oferecem

serviços para atendimento a passageiros com necessidades especiais, mas destacam

que as condições devem ser informadas pelo cliente antes da viagem.


A TAM informa ainda que mantém equipes treinadas para “operar os aparelhos e

capacitadas a transportar com segurança pessoas com mobilidade reduzida em todos

os aeroportos em que atua”. E que nos aeroportos, um funcionário da empresa é

colocado à disposição para passageiros com necessidades especiais. A companhia

recomenda que os clientes entrem em contato informando o tipo de assistência de

que precisam com a antecedência mínima de 48 horas da partida do voo, para casos

gerais, e de 72 horas nas situações em que é preciso a presença de acompanhante,

quando necessitar de oxigênio, ou ainda, quando o passageiro apresentar

condições de saúde que possam resultar em risco para si ou para os demais

passageiros. Os clientes podem encontram na íntegra estas e outras informações

na aba “Serviços”, dentro do site

www.tam.com.br.


A Gol afirma que, após comprar a passagem aérea, o cliente que necessitar de

auxílio especial deve entrar em contato com o atendimento on-line pelo site da

empresa ou pelo callcenter e informar seu código de reserva (localizador) para

solicitar a ajuda no aeroporto e no embarque. Para os clientes com deficiência

visual “se possível, recomendamos ainda que selecione sua poltrona fora da área

de circulação do avião.” Caso seja necessário, é possível viajar acompanhado de

cão-guia. O transporte do animal não é cobrado. A empresa destaca ainda que,

dentro da aeronave, há folhetos com informações em braile. Para clientes com

deficiência auditiva, a empresa está testando nos aeroportos de Congonhas e

Guarulhos, em São Paulo, um equipamento que permite ao cliente obter informações

por meio de tradução simultânea em Libras (Língua Brasileira de Sinais).


A Azul, por sua vez, diz também ter por prática dobrar o número de comissários

para cada deficiente visual embarcado em suas aeronaves. A aérea também pede que

os clientes avisem à companhia com antecedência. Segundo a empresa, todos os

agentes de aeroporto e tripulantes de bordo passam obrigatoriamente por um

treinamento específico para atender a clientes com as mais diversas necessidades

especiais. Alguns serviços destinados a esse público estão disponíveis no link

http://www.voeazul.com.br/servicos


G1

07/07/2014 16h13

Infraero decide até fim do ano se ampliará pista de aeroporto no RS

Uma das saídas pensadas

é a construção de um novo aeroporto.

Empresa responsável reconhece problemas, mas diz que obra está em dia.

Do G1 RS



Pista do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre

(Foto: Felipe Truda/G1)


A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária e a Secretaria de Aviação

Civil (SAC) se reunirão até o final de julho para avaliar o custo-benefício da

continuidade da obra de ampliação do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em

Porto Alegre. Um dos principais problemas encontrados foi a situação do terreno

onde a pista está sendo ampliada, já que o solo é alagadiço. Pelo menos R$ 100

milhões já foram investidos na obra. A decisão deve ser tomada até o final do

ano.


Segundo o diretor de Desenvolvimento Operacional da Infraero, Geraldo Moreira

Neves, como ainda não há licitação, o processo precisará começar do zero, mesmo

com os investimentos já feitos. Uma das saídas pensadas é a construção de um

novo aeroporto.


"Ainda não há definição sobre a viabilidade ou não da obra de ampliação da

pista. Todavia, é importante destacar que todas as características do

empreendimento estão sendo consideradas nessa avaliação", afirma Neves. Caso a

obra de ampliação seja finalizada, a pista do Salgado Filho passará dos atuais

2.280 metros para 3,2 mil metros a fim de receber aviões maiores.


Outro problema que o Salgado Filho enfrenta é a ampliação do terminal de

passageiros. A obra, que já teve diversos atrasos e investimentos de R$ 9,65

milhões, pode atrasar ainda mais devido à necessidade de uma nova licitação.

Isso porque a Infraero estuda a possibilidade de rescindir o contrato com a

empreiteira Espaço Aberto, que realiza a reforma. A empresa já foi multada em R$

161.750,24 em fevereiro, devido aos atrasos no cronograma de obras. A avaliação

da Infraero poderá apontar para a construção de um novo aeroporto.


"No momento, a Infraero avalia a hipótese de instaurar processo administrativo

visando à rescisão do contrato. Nesse caso, todo trabalho feito está sendo

avaliado e à contratada será assegurado o direito de contraditório e ampla

defesa”, afirmou Neves. Segundo ele, apesar do atraso, a demanda atual de

passageiros é atendida pelo aeroporto. “A obra de reforma e ampliação do

terminal de passageiros tem como objetivo ampliar a capacidade do terminal para

atender a demanda futura. Hoje, o Salgado Filho tem capacidade para atender 15,3

milhões de passageiros, sendo que em 2013 foram registrados 7,9 milhões de

embarques e desembarques”, afirmou Neves.


Caso a rescisão seja feita, o segundo colocado na licitação será chamado.

Entretanto, a empresa terá de cobrar o mesmo preço oferecido pela Espaço Aberto

quando saiu vencedora da licitação inicial. Caso as outras empresas não aceitem

esse preço, uma nova licitação deverá ser aberta, o que traria uma atraso de

pelo menos mais três meses na conclusão do terminal.


Segundo a empresa, a reforma está em dia e não há motivo para a rescisão por

atraso. O responsável pela obra, José Bonatto, admite, porém, que eles tiveram

problemas em razão da chuva. "Não é do nosso interesse a rescisão do contrato

com a Infraero, e estamos com os prazos em dia. Mais funcionário foram colocados

no trabalho", afirmou.


Bonatto também garantiu que não houve até o momento o pedido de elevação nos

valores iniciais apresentados para a ampliação do terminal.


G1

07/07/2014 13h23

Aeroporto de Santarém terá Centro de Atendimento ao Turista

Previsão é que

instalação aconteça em dois meses.

CAT de Alter do Chão volta a funcionar após vazante do rio.

Do G1 Santarém



Atualmente, o aeroporto de

Santarém não possui balcão de informações

para turistas (Foto: Luana Leão/G1)


O Aeroporto Internacional Maestro Wilson Fonseca, em Santarém, oeste do Pará,

terá um Centro de Atendimento ao Turista (CAT), segundo confirmou ao G1 a

secretária de Turismo do município (Semtur), Irene Belo. A previsão é que a

instalação do balcão de informação turística aconteça em dois meses.


“Nós conseguimos junto à administração do aeroporto de Santarém um espaço para

colocar uma informação turística, atendimento ao turista. Vamos colocar,

brevemente, uma pessoa que vai prestar as informações turísticas e distribuir o

material institucional lá dentro do aeroporto”, disse a secretaria municipal de

Turismo.


Atualmente, Santarém possui três CATs, localizados em pontos estratégicos da

cidade: dois na orla (Praça Vera Paz e Terminal Fluvial Turístico -TFT) e um na

vila balneária de Alter do Chão.


Alter do Chão

Segundo a secretaria municipal de Turismo, o CAT de Alter do Chão foi

interditado pela Defesa Civil devido a cheia do rio, mas deve voltar a funcionar

após a descida da água. “A Defesa Civil entendeu que a grande cheia representava

riscos para as pessoas que estariam trabalhando ou transitando por ali, e achou

por bem interditá-lo. Agora com a vazante do rio, deve voltar a funcionar”.

Irene ainda ressaltou que antes de ser liberado, o espaço deve passar por

reparos na estrutura.


G1

07/07/2014 10h16

Aeronave tenta decolar, bate em cerca e quatro ficaram feridos em MT

Vítimas foram

socorridas e encaminhadas para hospital de Barra do Bugres.

Aeronave participava de encontro de aeromodelismo neste domingo.

Pollyana Araújo

Do G1 MT



Acidente deixou piloto e 3

passageiros feridos (Foto: Arquivo pessoal)


Um acidente com uma aeronave deixou o piloto e três passageiros feridos neste

domingo (5), no aeroporto municipal de Barra do Bugres, a 169 km de Cuiabá.

Durante o 1º Encontro de Asas de Barra do Bugres, o avião de pequeno porte,

modelo Cessna 172, tentou decolar, bateu em uma cerca que fica no final da

pista. Depois disso, ainda capotou às margens da pista, segundo a Polícia

Militar.


De acordo com a PM, que registrou o boletim de ocorrência do acidente, as

vítimas tiveram ferimentos leves e foram encaminhadas ao hospital municipal da

cidade. Um dos passageiros teve um corte na cabeça. A aeronave ficou com o trem

de pouso virado para cima e as vítimas foram retiradas por pessoas que

presenciaram o acidente.


O encontro de aeromodelismo e manobras acrobáticas foi realizado neste final de

semana. Várias aeronaves participaram do evento. Para a entrada, foi cobrado um

quilo de alimento não perecível. Os alimentos arrecadados devem ser doados a

instituições beneficentes.



Avião capotou e ficou

com o trem de pouso para cima às margens da pista

(Foto: Arquivo pessoal)


Jornal do Brasil

07/07 às 12h34

Aeroporto Internacional do Galeão fica sem luz por 10 minutos

Agência Brasil


Faltou energia elétrica no terminal 02, do Aeroporto Internacional do Rio de

Janeiro/Galeão - Antonio Carlos Jobim, na Ilha do Governador, zona norte da

cidade das 8h31 às 8h40 da manhã de hoje (7) e deixou o terminal às escuras sem

os serviços das escadas, esteiras rolantes, dos elevadores e bares.


Segundo informações da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária

(Infraero) os serviços de pouso e decolagem no terminal não sofreram problemas

de descontinuidade. Os voos operaram normalmente tanto nas chegadas como saídas.


A Infraero atribuiu a falta de luz a variações de tensão na energia fornecida

pela Light, mas a assessoria de imprensa da concessionária de energia garante

que não foi registrado qualquer problema no fornecimento ao terminal e que

também não foram registrados picos ou oscilações na transmissão de energia ao

terminal.


Em uma nota de apenas duas linhas a concessionária explica: “ a Light informa

que não tem qualquer relação com a ocorrência de interrupção no fornecimento de

energia, ocorrida hoje pela manhã, nas instalações do Aeroporto Internacional do

Galeão”.


Folha do Povo - MS

07/07/2014 - 10:40h

Aeroporto de Dourados movimenta 60 mil passageiros no 1º semestre




O aeroporto Francisco de Matos Pereira, de Dourados, movimentou 59.638

passageiros no primeiro semestre de 2014. O fluxo é 150% superior aos 23.960

passageiros do primeiro semestre do ano passado. Para se ter ideia do

crescimento constante, durante todo o ano de 2012 o aeroporto movimentou 22.972

passageiros.


Neste primeiro semestre de 2014 a Azul movimentou 34.315 passageiros entre

embarque e desembarque e a Passaredo 25.653. O resultado só não foi maior porque

a Azul suspendeu o voo noturno por contado de fatores climáticos e a Passaredo

suspendeu igualmente um voo por causa de seu programa de reestruturação.


A projeção é de que o aeroporto, administrado pela prefeitura, ultrapasse o

fluxo de 120 mil passageiros no ano. No início de setembro a Azul retoma o voo

noturno. Em agosto a Passaredo inicia o sistema de ‘codeshare’ com a TAM e há

expectativa de mais voos para Dourados.


Todos os voos, realizados em aeronaves ATR 72 com 70 assentos, partem e chegam

lotados de Dourados. A Azul voa direto para Campinas e a Passaredo para São

Paulo (Congonhas), com escala em Três Lagoas. Com o cancelamento de dois voos

diários, muitas pessoas tiveram de voltar a utilizar o aeroporto de Campo

Grande, uma vez que a demanda pelo transporte aéreo cresce muito em Dourados.


O crescimento da demanda é em função do processo de reestruturação do aeroporto

que vem sendo realizado permanentemente desde que o prefeito Murilo era

vice-governador. As reformas iniciais permitiram a ampliação dos voos, que até

2011 era apenas um por dia. Com isso toda a região passou a voar por Dourados.

Ao todo foram investidos mais de R$ 6 milhões em melhorias.


O trabalho dedicado acabou resultado num novo investimento, que permitirá a

operação de aeronaves de até 162 passageiros. Dourados foi incluído

prioritariamente no Programa de Investimento em Logística: Aeroportos e deve

receber R$ 36 milhões para ampliação da pista, construção de novo terminal de

passageiros e sistema de operação por instrumentos.

Com isso, segundo o prefeito Murilo, Dourados passa a ter um aeroporto à altura

do desenvolvimento da cidade. “Nós somos uma cidade que cresce e se desenvolve

muito acima da média nacional; por isso a nossa preocupação e nossa luta para

investir em infraestrutura, garantindo todas as condições para o empresário

investir mais e gerar mais emprego e renda”, afirma Murilo.


Mercado&Eventos

07/07 - 11:53

Volta Redonda (RJ) está a um passo de ter aeroporto



Ministro Moreira Franco fala

sobre investimentos no

aeroporto de Volta Redonda


O aeroporto de Volta Redonda, localizado no Vale do Paraíba, ao Sul do Estado do

Rio de Janeiro, está a um passo de se tornar realidade. A região,

estrategicamente localizada entre as duas principais capitais do Brasil, Rio de

Janeiro e São Paulo, contará com um terminal de passageiros de 682 m², um pátio

de aeronaves de 19.600 m², uma nova pista de taxiway, além da ampliação em 1.800

m² da pista de pouso existente hoje. O ministro da Aviação Civil Moreira Franco

esteve na última quinta-feira (3) na cidade para falar dos investimentos da

Secretaria de Aviação Civil no aeroporto da região.


A construção do aeroporto está na fase final do Programa de Investimento em

Logística: Aeroportos, da Secretaria de Aviação Civil (SAC). Já foram realizados

o Estudo de Viabilidade Técnica (EVT), onde são avaliadas questões ambientais e

legais que possam impedir a construção, e o Estudo Preliminar, onde são

definidos os aspectos gerais da obra. O próximo passo é realizar o anteprojeto,

que detalha a planta do novo aeroporto.


Superada esta fase, a licitação pode ser feita para que as obras sejam

iniciadas. Para o ministro-chefe da Aviação Civil, Moreira Franco, é fundamental

que a região receba um aeroporto que garanta conforto e tranquilidade à

população. “Este é um dos programas que o governo federal está desenvolvendo que

coloca a aviação civil brasileira em um novo patamar, no século 21. Hoje, este

modal é um transporte coletivo. Mas queremos que ele se transforme em um

transporte de massa para os brasileiros”, defendeu.


A área onde será erguido o aeroporto, hoje, conta com apenas uma pista de pouso

e decolagem de 823 m² que não é homologada pela Agência Nacional de Aviação

Civil (Anac) e, por isso, não pode receber aviação comercial. No entanto, há

interesse das companhias aéreas em operar no município também conhecido como

“Cidade do Aço”, por abrigar a Companhia de Siderúrgica Nacional (CSN), a

primeira produtora de aço do Brasil.


Rafael Massadar


Panrotas

7/7/2014 16:37:00

Joinville (SC) tem novo sistema para pousos e decolagens


As operações de pouso e decolagem do Aeroporto de Joinville, em Santa Catarina,

contam com o auxílio do Instrument Landing System (ILC). O sistema orienta

aeronaves em operações de pousos em situações meteorológicas adversas. O ILS

conta com três categorias (I, II e III), sendo que o ILS instalado no Aeroporto

de Joinville é da Categoria I, permitindo a aproximação de alturas a partir de

60 metros e contato visual com a pista a partir de 550 metros.


O sistema se baseia na transmissão de sinais de rádio, que são recebidos,

processados e exibidos pelos instrumentos de bordo do avião. Dessa forma, é

necessário também que as aeronaves tenham um sistema de bordo capaz de ler os

sinais de rádio emitidos pelo ILS e que os pilotos sejam capacitados para

interpretar as informações fornecidas.


“Com o ILS, será possível pousar com mais facilidade e ainda mais segurança em

Joinville durante situações meteorológicas adversas, ampliando a

operacionalidade dos movimentos de aeronaves no terminal”, disse o

superintendente do aeroporto catarinense, Rones Heidemann.


Danilo Teixeira Alves


Panrotas

7/7/2014 14:08:00

Obras em aeroportos continuam pós-Copa, diz Dilma


Para cada R$ 1 de dinheiro público investido na Copa do Mundo, foram investidos

R$ 3,4 do setor privado. A informação fez parte das respostas da presidente

Dilma Rousseff a internautas na manhã de hoje, no Facebook. “O Brasil, ao

emprestar dinheiro para construção dos estádios, não saiu no prejuízo. Primeiro,

porque foi empréstimo bancário e será pago com os devidos juros. Segundo, porque

os estádios nos permitiram receber a Copa das Copas e gerar, de acordo com a

Fundação Getúlio Vargas e a Ernst Young, 3,6 milhões de empregos em todo seu

ciclo. Terceiro, essas mesmas instituições afirmam que para cada R$ 1 de

investimento público na Copa, obtém-se R$ 3,4 de investimento privado”, disse.


Ainda nos questionamentos, Dilma Rousseff garantiu que as obras que deveriam ter

ficado prontas para a Copa do Mundo, mas não foram concluídas, serão entregues.

“Tem muitas obras no Brasil que estão em andamento e não são destinadas à Copa.

O Brasil é hoje um dos países que tem mais investimentos em mobilidade urbana,

como metrôs, VLTs, BRTs e corredores exclusivos. Todos esses investimentos

ficarão prontos para os brasileiros. Mesmo os aeroportos, continuaremos a

expandi-los, porque a nossa projeção é que logo chegaremos a 200 milhões de

passageiros. E assim é também com portos e rodovias”, destacou. Ela ainda

comemorou o fato de que a Copa permitiu ao País mostrar ao mundo toda a sua

“competência e capacidade para organizar, em toda a sua complexidade, uma grande

Copa”, disse.


Maria Izabel Reigada


Portal iG

08/07/2014 08:28

Air France alerta que lucro pode ficar até 12% abaixo do previsto

para 2014

Companhia indica que

fará novos cortes de postos de trabalho

Reuters


Getty Images


Air France alerta que lucro pode cair até 12% em 2014


O alerta de lucro da Air France-KLM afetava as ações da companhia aérea europeia

nesta terça-feira (8), com a mais recente evidência de excesso de capacidade

preparando o terreno para possíveis novos cortes de postos de trabalho.


A companhia alertou que seus lucros de 2014 podem ficar até 12% abaixo do

previsto anteriormente, principalmente como resultado do excesso de capacidade,

que implica preços fracos para os segmentos de passageiros e cargas.


As ações da companhia franco-holandesa caíram mais de 5% no início dos negócios,

atingindo seu menor nível desde o fim de fevereiro e pesando sobre o setor aéreo

europeu.


O alerta ocorre semanas após medida similar da alemã Lufthansa, que emitiu um

alerta sobre as metas de lucro para 2014 e 2015 devido à tendência de receita

mais fraca para passageiros e cargas.


- Empresas aéreas tentam acabar com o pesadelo do extravio de mala


Entre os fatores que a companhia considerou responsáveis pelo alerta estavam o

excesso de capacidade em rotas no Atlântico Norte e a competição de companhias

de baixo custo e da região do Golfo.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS