AeroClippi?ng, sexta-feir?a, 25/07/14 - ano XII - nº 219

Fonte
  • Menor Pequena Medium Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O Estado de S.Paulo

Air France-KLM reduz prejuízo para 6 milhões de euros no 2º tri

Destroços de avião operado pela Air Algerie são encontrados no Mali, diz presidente

Iberia fecha acordo para cortar 1.427 empregos

Lucro da American Airlines sobe para US$ 864 mi no 2ºtri

Taiwan abre inquérito sobre queda de avião que matou 48

Folha de São Paulo

Regras para voos vão mudar em grandes aeroportos

Avião da Air Algérie cai no Mali, no oeste da África, com 116 a bordo

Ano não acabou, mas já é o mais fatal desde 2010

O Globo

Governo fixa regra para horários de voo em Guarulhos

França recupera uma caixa-preta e descarta que haja sobreviventes do voo da Air Algerie

Pista de terra na fazenda de tio de Aécio já motivou ação de improbidade administrativa do MPE

G1

Avião experimental cai no oeste da Bahia e duas pessoas ficam feridas

Jornal do Commercio - PE

Obras na pista do Aeroporto do Recife serão retomadas em setembro

A Tribuna online - ES

Air France evitará sobrevoar área de queda de avião no Mali

Diário do Nordeste

TAP aluga aviões para operar rota

O Povo - CE

Infraero chama novo consórcio para retomar obras

A Tarde - BA

Anac regulamenta alocação de slots em aeroportos

Jornal de Turismo

Novos voos diretos facilitam a ida ao Valle Nevado Ski Resort

Mercado&Eventos

Recife é capa da revista de bordo da Air France

Aeroporto de Congonhas moderniza esteiras de check-in

A350 XWB embarca na fase final de certificação

Alitalia amplia voos para o Brasil

Panrotas

El Al aumenta capacidade dos voos para Israel

Avianca fará Fortaleza-Bogotá ainda esse ano

Portal iG

Companhia aérea Air France-KLM revela plano para conter rivais de baixo custo

Cade aprova compra de 49,99% da Rio Linhas Aéreas pelos Correios


O Estado de S.Paulo

25 Julho 2014 | 04h 25

Air France-KLM reduz prejuízo para 6 milhões de euros no 2º tri

AE - AGÊNCIA ESTADO

A companhia aérea franco-alemã Air France-KLM anunciou um prejuízo líquido de 6 milhões de euros no segundo trimestre deste ano, comparável a perdas de 158 milhões de euros no mesmo período do ano anterior.

A empresa afirmou que continuará a cortar custos. Apesar de efeitos negativos do câmbio, a companhia cortou os custos operacionais em 3,8%. Ela também gastou 5,6% menos com combustível e 3,4% menos com funcionários.

As receitas caíram para 6,45 bilhões de euros, de 6,54 bilhões de euros. Segundo comunicado da companhia, as variações cambiais afetaram negativamente as receitas em 168 milhões de euros.

Fonte: Dow Jones Newswires.

 


O Estado de S.Paulo

24 Julho 2014 | 16h 11

Destroços de avião operado pela Air Algerie são encontrados no Mali, diz presidente

REUTERS

O presidente do Mali, Ibrahim Boubacar Keita, disse nesta quinta-feira que os destroços de um avião da espanhola Swiftair operado pela Air Algerie foram localizados no deserto ao norte de seu país.

"Acabo de ser informado que os destroços foram encontrados entre Aguelhoc e Kidal", afirmou Keita durante uma reunião de líderes políticos, religiosos e da sociedade civil em Bamako. Ele não deu mais detalhes.

afp photo/farouk batiche

"Acabo de ser informado que os destroços foram encontrados entre Aguelhoc e Kidal",

declarou presidente de Mali

O avião, com 110 passageiros e 6 tripulantes a bordo, fazia voo de Ugadugu, em Burkina Fasso, no oeste da África, para a capital da Argélia, Argel.

(Reportagem de Adama Diarra)

 


O Estado de S.Paulo

24 Julho 2014 | 13h 53

Iberia fecha acordo para cortar 1.427 empregos

O acordo permitirá que a unidade espanhola continue com seu plano de introduzir mudanças estruturais

permanentes

Agência Estado

Reuters

O IAG, que também é dono da British Airways, alcançou um acordo que

cobre mais da metade dos funcionários da Iberia

O International Consolidated Airlines Group afirmou hoje que sua divisão Iberia alcançou um acordo com sindicatos trabalhistas, que resultará na perda de 1.427 empregos entre pilotos e funcionários de aeroportos.

O acordo permitirá que a unidade espanhola, com lucros decepcionantes, continue com seu plano de introduzir mudanças estruturais permanentes para reduzir custos e aumentar a lucratividade.

O IAG, que também é dono da British Airways, alcançou um acordo que cobre mais da metade dos funcionários da Iberia e inclui um entendimento anterior de reduzir os salários dos funcionários de aeroportos em 7%. A redução continuará em vigor até o fim de 2015, quando qualquer aumento será ligado à lucratividade da companhia.

Fonte: Dow Jones Newswires.

 


O Estado de S.Paulo

24 Julho 2014 | 11h 05

Lucro da American Airlines sobe para US$ 864 mi no 2ºtri

Agência Estado

O American Airlines Group informou que obteve um lucro de US$ 864 milhões no segundo trimestre, comparado a um ganho de US$ 220 milhões no mesmo período do ano passado. No resultado por ação, o lucro foi de US$ 1,17, ante US$ 0,79 na mesma base de comparação. A receita total subiu 76%, para US$ 11,36 bilhões.

Analistas consultados pela Thomson Reuters esperavam lucro por ação de US$ 1,94 e receita de US$ 11,32 bilhões.

Os resultados do período incluem US$ 592 milhões em encargos especiais líquidos, como despesas de integração de fusão e outros itens. Em uma base combinada das empresas, os ganhos do segundo trimestre do ano passado foram de US$ 507 bilhões. A nova American Airlines foi formada pela fusão em dezembro entre a US Airways Group e empresa antecessora da American, AMR Corp, que entrou em falência em novembro de 2011.

A empresa também anunciou um plano para cortar dívidas, fornecer contribuições previdenciárias adicionais e retornar capital aos acionistas.

Fonte: Dow Jones Newswires.

 


O Estado de S.Paulo

24 Julho 2014 | 09h 38

Taiwan abre inquérito sobre queda de avião que matou 48

Eexpectativa é que as condições climáticas sejam levadas em consideração na investigação

Faith Hung - REUTERS

Wally Santana/AP

As duas caixas pretas foram encontradas e os responsáveis pelo exame

iniciam a análise nesta quinta-feira

Autoridades de Taiwan lançaram uma investigação nesta quinta-feira sobre a queda do avião turboélice da TransAsia Airways, que matou 48 pessoas, e a expectativa é que as condições climáticas sejam levadas em consideração no inquérito.

O avião, um ATR 72 com 70 assentos, caiu na quarta-feira à noite perto da pista do aeroporto quando tentava aterrissar na pequena ilha de Penghu, a oeste da ilha de Taiwan, depois que um tufão tinha passado por essa área mais cedo nesse mesmo dia.

O avião levava 54 passageiros e 4 tripulantes a bordo. Dois dos mortos eram franceses, segundo o Ministério de Relações Exteriores da França, e 10 pessoas ficaram feridas e foram levadas ao hospital.

As autoridades da aviação civil de Taiwan disseram que o clima estava adequado para voar.

"Havia nove voos na mesma rota entre 14 horas e 19 horas de ontem (horário local). Somente o voo da TransAsia caiu", disse Jean Shen, diretora da Administração Aeronáutica Civil.

"Os relatórios sobre as condições climáticas mostravam que era totalmente adequado para a aterrissagem", disse ela, acrescentando que as autoridades não estão deescartando nenhuma possibilidade.

"Neste momento nós não podemos dizer com certeza o que deu errado. O comitê de segurança de voo abriu uma investigação."

As duas caixas pretas foram encontradas e os responsáveis pelo exame iriam iniciar o trabalho mais tarde nesta quinta-feira, disse ela.

(Reportagem adicional de Michael Gold em Taipé e Pichi Chuang em Penghu)

 


Folha de São Paulo

Sexta-feira, 25 de julho de 2014

Regras para voos vão mudar em grandes aeroportos

Companhias aéreas que acumularem atrasos e outros problemas poderão perder horários para concorrentes

Mudança, em estudo desde 2012, foi impulsionada pela Copa e será publicada hoje pela Anac

RENATO ANDRADE SECRETÁRIO DE REDAÇÃO DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

NATUZA NERY DE BRASÍLIA

As companhias aéreas que passarem a acumular atrasos ou pouco uso das autorizações para pousos e decolagens nos principais aeroportos do país poderão perder, para suas concorrentes, o direito de operar esses horários.

Uma regra semelhante, porém mais ampla, já foi adotada em Congonhas (SP).

A partir de agora, aeroportos como Guarulhos, Galeão e Santos Dumont passam a ter normas mais rígidas para uso dos slots --janelas para pousos e decolagens.

A mudança pega carona no regime especial criado para evitar problemas durante a Copa do Mundo.

Segundo a Folha apurou, o primeiro aeroporto a adotar esse modelo mais rígido deve ser o de Guarulhos.

Semelhante ao adotado em Congonhas no início do mês, ele terá regras diferentes das definidas para o aeroporto paulistano.

Em Congonhas, a redistribuição dos slots deve ser proporcional à participação das companhias aéreas no mercado brasileiro. O foco é garantir a entrada de empresas que operam mais voos para o interior do país.

Para os demais aeroportos, a participação de mercado não será levada em conta. Isso permitirá, por exemplo, que empresas como TAM e Gol --as maiores do país-- participem do sorteio das vagas que ficarem disponíveis.

O novo modelo será publicado nesta sexta (25) pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). O governo estudava mudanças na forma de distribuir essas autorizações desde 2012. O objetivo da alteração é melhorar o tráfego aéreo nos aeroportos mais congestionados do país.

A Anac chegou a colocar em audiência pública, em fevereiro do ano passado, uma resolução com as novas regras, mas o texto, bastante criticado pelas empresas aéreas, não foi aprovado.

A reação das empresas na Copa, reduzindo o número de atrasos e cancelamentos por medo de punições, fez com que o governo decidisse tornar a prática permanente, para evitar retrocessos.

Cada aeroporto terá critérios específicos de avaliação do uso dos slots e alternativas de redistribuição. Essas normas serão estabelecidas em portarias que a Anac deverá publicar mais à frente.


Folha de São Paulo

Sexta-feira, 25 de julho de 2014

Avião da Air Algérie cai no Mali, no oeste da África, com 116 a bordo

Governo francês confirma que destroços foram encontrados no sul do país, na região de Gossi

Autoridades dizem que queda pode ter sido causada pelo clima; acidente aumenta tensão no setor aéreo

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

Um avião operado pela companhia Air Algérie caiu nesta quinta (24), com 116 pessoas a bordo, confirmou o governo francês por meio de um comunicado da Presidência. A aeronave ia de Uagadugu, capital de Burkina Fasso, para Argel, capital da Argélia.

Segundo a TV estatal do Mali, os destroços foram encontrados na região de Gossi, cidade ao sul do Mali, próxima da fronteira com a Burkina Fasso. Ainda de acordo com a emissora estatal, o presidente do Mali, Ibrahima Boubacar Keita, deve visitar o local da queda nesta sexta-feira (25).

O controle de tráfego aéreo teria perdido contato com o avião à 1h55 (22h55 desta quarta em Brasília), cerca de 50 minutos após a decolagem. Autoridades de Burkina Fasso afirmaram que entregaram o voo à torre de controle de Niamey, capital do Níger, à 1h38.

Estavam no voo seis tripulantes, todos espanhóis, e 110 passageiros. Deles, 51 eram franceses, 27 de Burkina Fasso, oito libaneses, seis argelinos, cinco canadenses, quatro alemães, dois de Luxemburgo, um suíço, um belga, um egípcio, um ucraniano, um nigeriano, um camaronês e um malinês.

O avião era um modelo MD-83, que pertencia à companhia aérea espanhola Swiftair e estava alugado para a Air Algérie.

O governo francês está envolvido no caso devido à grande quantidade de cidadãos do país que estava no avião. O presidente da França, François Hollande, disse que "tudo tem que ser feito para achar este avião".

CAUSAS

Segundo o ministro do Exterior francês, Laurent Fabius, o avião pode ter encontrado tempo ruim. O piloto teria pedido para fazer uma mudança na direção do voo devido a uma tempestade.

No entanto, de acordo com autoridades de França, Burkina Fasso e Argélia, não estão descartadas outras hipóteses, incluindo um ataque ou sequestro terrorista.

O Mali tem um forte movimento separatista, que tem ligação com o grupo radical islâmico Al Qaeda.

Quando as tropas francesas e africanas expulsaram os militantes separatistas malineses de algumas cidades no ano passado, foram deixados para trás manuais de instruções de uso de lançadores de mísseis antiaéreos.

No entanto, supõe-se que os militantes da região não tenham armamentos capazes de atingir uma aeronave em grande altitude.

acidentes

O caso aumenta a tensão no setor aéreo, após uma série de desastres. Em março, o voo MH370 da Malaysia Airlines desapareceu com 239 pessoas a bordo quando ia de Kuala Lumpur (Malásia) para Pequim (China).

Na semana passada, outro avião, também da Malaysia Airlines, foi derrubado aparentemente pelo disparo de um míssil na região ucraniana de Donetsk. O medo de que algo parecido ocorresse em Israel fez empresas americanas e europeias suspenderem voos internacionais para o aeroporto de Tel Aviv --a maioria já retomou as atividades.

Por fim, nesta quarta (23), um avião da Transasia Airways caiu em Taiwan durante um temporal, matando 48.


Folha de São Paulo

Sexta-feira, 25 de julho de 2014

Ano não acabou, mas já é o mais fatal desde 2010

RICARDO GALLO DE SÃO PAULO

Estamos só em julho, mas 2014 já é o ano em que mais gente morreu em desastres na aviação comercial no mundo desde 2010.

Foram 603 mortes, sem contar os passageiros e tripulantes do avião da Air Algérie que caiu nesta quinta (24) em Mali; não havia sobreviventes até a 0h desta sexta (25).

Em 2010 haviam sido 795, segundo a Aviation Safety Network, que mantém um banco de dados sobre acidentes aéreos.

Desde então, o número de mortes em desastres só caiu: foram 472 em 2011, 396 em 2012 e 224 em 2013 --este, o ano com menos vítimas desde 1946.

Se confirmadas as vítimas do MD-83 da Air Algérie, o total de mortes em 2014 superará a soma dos dois anos anteriores e tornará julho o quinto pior mês da história da aviação.

O pior foi agosto de 1985, com 795 mortes em sete acidentes, entre os quais um dos piores da história, a colisão de um Boeing-747 da JAL em um monte.

SEGURO VOAR

O que qualquer passageiro deve se perguntar a essa altura é se voar continua seguro, a considerar três quedas de aeronaves em uma semana.

Consultor de segurança de voo, John Cox diz que, a despeito dos três episódios, a aviação "nunca foi tão segura". De 3,3 bilhões de passageiros que voaram em 2013, afirma, houve o número mais baixo de mortes na história.

"Temos um padrão de segurança notável. A aviação é a forma mais segura de transporte de massa já criada pelo homem."

Segundo a NTSB, agência americana que investiga acidentes aéreos, a chance de morrer em um acidente de trânsito é de 1 em 85; em um desastre aéreo, é de 1 para 5.862 voos.

Diante com a repercussão do tema, Tony Tyler, diretor-geral da Iata (entidade que representa empresas aéreas) disse ontem que o questionamento das pessoas sobre voar é compreensível, mas que a atividade é segura.

Ele afirmou que o objetivo é entender o que se passou para evitar que situações assim se repitam.


O Globo

Sexta-feira 25.7.2014

Governo fixa regra para horários de voo em Guarulhos

Empresas serão avaliadas por regularidade e pontualidade. Quem não cumprir paga multa

GERALDA DOCA

geralda@bsb.oglobo.com.br

-BRASÍLIA- O governo vai enquadrar o aeroporto de Guarulhos — concedido ao setor privado — em um regime especial de concessão de slots (alocação de horários de chegadas e partidas das aeronaves) e de fiscalização por parte da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). As empresas que operam no aeroporto serão avaliadas, a cada temporada, do ponto de vista da regularidade e pontualidade dos voos pelo órgão fiscalizador. Quem não cumprir os horários programados, além de perder espaços (que serão redistribuídos aos concorrentes), pagará pesadas multas, que variam de R$ 12 mil a R$ 90 mil, as mesmas penalidades instituídas durante a Copa para evitar transtornos nos aeroportos.

Será publicada hoje uma resolução no Diário Oficial da União que permitirá à Anac trabalhar com o conceito de aeroporto “coordenado”, de forma que somente sejam autorizados voos de acordo com a capacidade da infraestrutura e do controle de tráfego, em determinados terminais. O sistema foi usado durante os Jogos da Copa nos aeroportos das cidades-sede ou das que serviram como base de apoio. Recentemente, o governo anunciou uma política especial de distribuição de slots para Congonhas, considerado o mais rentável do país, com o objetivo de aumentar a concorrência na aviação civil.

Segundo fontes da Anac, cada aeroporto será analisado individualmente e terá regras específicas. Guarulhos será o primeiro devido à demanda de empresas que já operam no terminal e de entrantes, principalmente estrangeiras. O aeroporto funciona como a principal porta de entrada do país. A portaria com novas normas para Guarulhos deverá ser publicada até setembro.


O Globo

25/07/2014 7:24

França recupera uma caixa-preta e descarta que haja sobreviventes do voo da Air Algerie

Mau tempo é a causa provável do acidente do voo AH 5017

POR O GLOBO / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Um avião MD-83 da Swiftair é visto em uma foto sem data

STRINGER/SPAIN / REUTERS

PARIS — A França tem em mãos uma das caixas-pretas do avião da Air Algerie e o presidente francês, François Hollande, descartou que haja sobreviventes. O mau tempo é a hipótese mais provável para explicar o acidente do voo AH 5017, que caiu no Norte do Mali, com 116 pessoas a bordo, segundo o ministro do Interior da França, Bernard Cazeneuve. O destroços do avião foram encontrados na região de Kidal, no Mali.

— Acreditamos que o avião caiu por razões meteorológicas — declarou Cazeneuve em entrevista à rádio RTL, mas acrescentou que não se pode descartar nenhuma hipótese enquanto não se conheçam todos os resultados da investigação.

O ministro afirmou que a hipótese tenha explodido em pleno voo não é mais provável.

— O avião se desintegrou ao cair — destacou Cazeneuve.

Entre os passageiros, havia 51 franceses. França, Argélia, Nigéria e Mali participam ativamente nas buscas. Dois caças franceses foram deslocados para a região.

Hollande realizará nesta manhã uma nova reunião com alguns de seus principais ministros para analisar as últimas informações relacionadas ao acidente aéreo.


O Globo

24/07/2014 17:19

Pista de terra na fazenda de tio de Aécio já motivou ação de improbidade administrativa do MPE

Múrcio Tolentino foi acusado de usar verbas públicas para fins particulares. Obra é questionada desde 20010

POR EZEQUIEL FAGUNDES

A obra em aeroporto custou cerca de R$ 14 milhões e terminou em 2010,

último ano do mandato de Aécio - Alex de Jesus/O Tempo / Agência O Globo

BELO HORIZONTE — A construção do aeródromo de Cláudio, em terreno de parentes do presidenciável Aécio Neves (PSDB), já vem sendo questionada pelo Ministério Público Estadual (MPE) de Minas desde 2001. Segundo o MPE, a primeira versão da obra, que resultou numa pista de chão batido, foi feita com dinheiro público nas terras particulares de Múcio Tolentino, tio de Aécio, sem que houvesse desapropriação ou licitação pública para escolha do local. A pista de terra foi feita em 1983, quando o ex-presidente Tancredo Neves governou Minas Gerais. As informações são do jornal “O Estado de S. Paulo”.

Nessa época, Tolentino era prefeito de Cláudio e dono do terreno, o mesmo que foi desapropriado em 2008, no segundo mandato de Aécio, e que voltou a ser alvo de investigação do MPE. Tolentino figura como réu em ação civil pública de improbidade administrativa acusado de ter se beneficiado de verbas públicas para fins particulares. Um convênio do extinto Banco Bemge com a prefeitura de Cláudio possibilitou a transferência das verbas públicas. Não houve licitação pública para escolher o terreno. Como Tancredo morreu antes da ação, proposta pelo promotor de Justiça Thales Tácito, na época da comarca de Cláudio, nenhum agente público do estado foi responsabilizado. Nesta quarta-feira, a juíza Marcilene da Conceição Miranda, da comarca local, determinou a intimação de peritos.

Na ação civil, o MPE pediu o bloqueio de bens de Múcio, inclusive da fazenda do aeroporto, a quebra de sigilo bancário e a condenação do ex-prefeito por improbidade, além do ressarcimento de danos. Os pedidos foram atendidos, mas, segundo o Tribunal de Justiça de Minas, a maior parte das acusações já prescreveu. A exceção é a reparação de danos ao erário, pena que ainda pode ser imposta a Múcio.

AEROPORTO NÃO TEM AUTORIZAÇÃO PARA FUNCIONAR

Vinte e seis anos depois, após desapropriar o terreno, o governo voltou a investir no local. Desta vez, desapropriou o terreno do aeroporto e injetou R$ 13,9 milhões na construção de uma pista de asfalto. Desde a década de 80, o aeroporto não tem autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para funcionar. Devido ao espólio de sua avó, Aécio, suas irmãs e sua mãe também são proprietários de uma parte de uma fazenda em Cláudio. Ela fica a cerca de 6 quilômetros do aeroporto. As chaves de acesso à pista, segundo apuração do jornal 'Folha de S.Paulo", ainda estão nas mãos da família de Múcio, que contesta o valor de R$ 1 milhão oferecido pelo Estado de Minas pela desapropriação da área. A assessoria de Aécio contesta essa informação. Aécio nega que tenha havido irregularidades nas obras, mas ainda não esclareceu se utiliza ou não a pista quando vai a Cláudio.

Segundo o Ministério Público, a obra foi feita sem licitação, por meio do convênio 971/83, firmado entre Tancredo e Múcio. Conforme a promotoria, o “dinheiro estadual para construção do Campo de Aviação veio pela ordem da autoridade de Tancredo de Almeida Neves, governador do Estado neste período”, e o convênio, assim como o depósito e a execução da obra, foi feitos “sem participação ou fiscalização da Câmara de Cláudio”.

A ação relata que vereadores do município tentaram buscar a documentação relativa ao caso e constataram que os recursos foram pagos à Construtora Brasil S/A, mas não houve prestação de contas dos juros da conta, que não aparecem nos extratos de pagamentos e duplicatas relativos ao convênio.

O MPE relatou ainda que, ao prestar depoimento sobre o caso, Múcio disse que tinha um “acordo verbal” com Tancredo para que a área do aeroporto fosse posteriormente desapropriada. “Apurou-se, assim, pelas versões de Múcio Guimarães Tolentino, que o campo de aviação foi usado pelo finado Tancredo de Almeida Neves, junto com sua comitiva, e que várias outras pessoas e políticos usaram o campo de aviação”, diz trecho da ação civil.

O processo mostra também que vereadores de Cláudio tentaram “negociar amigavelmente” com Múcio para que ele passasse o aeroporto para o município, mas o ex-prefeito se negou.

Múcio não foi localizado para comentar o caso. Em sua página no Facebook, Aécio negou que a ação contra o tio-avô interfira no processo de desapropriação iniciado por seu governo em 2008. “Uma coisa não tem nada a ver com a outra. A ação civil pública solicita a devolução dos recursos públicos investidos na pista de terra no município. É um processo diferente, que se arrasta já há 13 anos e pode durar ainda muitos mais”, escreveu o candidato à Presidência.

Em nota, o governo mineiro reconheceu que houve transferência de recursos públicos para construir pista em terreno particular na década de 1980. Já no segundo governo Aécio, o terreno já havia sido desapropriado. “Em 2008, diante da decisão de melhorias nas condições aeroviárias do Município, o Estado tinha duas escolhas: começar uma obra do início, o que ficaria muito mais caro, ou aproveitar a pista de terra existente. A opção foi pela segunda hipótese, que significou economia aos cofres públicos. A área em questão estava envolvida na mencionada Ação Civil Pública e para resguardar o interesse público, na Ação de desapropriação de 2008 o Estado registra no pedido de desapropriação a existência da outra ação, com o objetivo de que o juiz responsável pela mesma pudesse solicitar o bloqueio dos recursos que estavam sendo depositados, o que de fato ocorreu. Uma ação não interfere na outra. Concluída a desapropriação, o imóvel será registrado em nome do Estado, independente do andamento da ação civil”, diz a nota.


G1

24/07/2014 19h27

Avião experimental cai no oeste da Bahia e duas pessoas ficam feridas

Fotógrafo Rui Rezende era um dos ocupantes; estado de saúde é grave.

Queda ocorreu na divisa entre Barreiras e Luís Eduardo Magalhães.

Do G1 BA

Avião caiu com dois passageiros em Barreiras (Foto: Sigi Vilares / Blog Sigi Vilares)

Um avião de pequeno porte caiu por volta das 11h desta quinta-feira (24), na divisa de Barreiras e Luís Eduardo Magalhaes, no oeste baiano. As duas pessoas a bordo do avião, o fotógrafo Rui Rezende e a piloto Ana Maíra Moraes, ficaram feridos no acidente.

A assessoria da Força Aérea Brasileira (FAB) confirmou que o acidente envolveu uma aeronave experimental, de matricula PU-DET, que caiu na fazenda Santo Antônio, na região de Barreiras. A FAB explica que é considerada experimental a aeronave regularizada junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), mas que não é homologada.

A dupla realizava um voo panorâmico por cima de uma plantação de algodão, que seria fotografada por Rezende.

As vítimas foram atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Barreiras, e encaminhadas para o Hospital do Oeste, em Barreiras. Segundo informações da unidade, a piloto fraturou as duas pernas, está em coma induzido e aguarda avaliação neurológica. Já o fotógrafo passou por uma cirurgia. O estado de saúde dos dois é considerado grave.

As delegacias de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães não registraram nenhuma ocorrência sobre o caso.

Vítimas estão em estado grave (Foto: Sigi Vilares / Blog Sigi Vilares)

 


Jornal do Commercio - PE

24/07/2014, às 09h00

Obras na pista do Aeroporto do Recife serão retomadas em setembro

Mais de 30 voos diários serão realocados durante a revitalização, que deve durar até dezembro deste ano. Operação começou em setembro de 2013

Da Editoria de Economia

Rossini Gomes

Esta será a etapa final e vai contemplar o trecho central da pista de pouso e decolagem

Foto: JC Imagem

A obra de revitalização da pista do Aeroporto Internacional do Recife, localizado no bairro da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, será retomada no dia 22 de setembro e deve durar até dezembro deste ano. Quem precisar viajar nesse período durante a madrugada deve ficar atento, pois o terminal ficará fechado entre 0h e 7h e, devido a isso, 31 voos serão realocados diariamente.

As obras foram iniciadas em 2 de setembro de 2013 e divididas em cinco trechos. Esta será a etapa final e vai contemplar o trecho central da pista de pouso e de decolagem, que tem 1.200 metros. As cabeceiras (extremidades) já foram revitalizadas.

O objetivo da obra é manter a qualidade do asfalto e garantir a segurança das aeronaves durante os pousos e as decolagens. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) aconselha o passageiro que já tiver comprado passagem para esse período a entrar em contato com a companhia aérea para se informar sobre o novo horário dos voos. Durante o horário de verão (previsto para vigorar entre os dias 18 de outubro de 2014 e 21 de fevereiro de 2015), o aeroporto ficará fechado das 23h às 6h.

A pista tem extensão total de 3 mil metros e largura de 45 metros. O investimento para a revitalização de toda a pista totaliza R$ 8 milhões.

De acordo com a assessoria de comunicação do aeroporto, as obras foram paralisadas durante três momentos: a alta temporada (de 15 de dezembro de 2013 a 3 de fevereiro deste ano), o Carnaval e a Copa do Mundo. Esses períodos são considerados de grande fluxo no aeroporto e foram escolhidos para evitar transtornos aos passageiros.


A Tribuna online - ES

25 de julho de 2014 • 08h49

Air France evitará sobrevoar área de queda de avião no Mali

Empresa alega que evitará área por "precaução"

Reuters

Air France evitará sobrevoar área de queda de avião no Mali

Foto: BERTRAND GUAY / AFP

A Air France-KLM vai evitar sobrevoar a área no norte do Mali onde caiu na quinta-feira o avião da Air Algerie, que fez 116 vítimas, como "medida de precaução", disse um porta-voz do grupo francês nesta sexta-feira.

O porta-voz informou que a companhia aérea iria continuar a voar para a capital malinesa, Bamako, mas usando outras rotas, a oeste do local do desastre no norte do país.

Antes desse anúncio autoridades francesas haviam dito que o mau tempo provavelmente foi a causa da queda do voo da Air Algerie na quinta-feira, quando ia de Burkina Fasso para a Argélia. Investigadores disseram que não houve sobreviventes entre as 116 pessoas a bordo, incluindo 51 franceses.


Diário do Nordeste

25.07.2014

FORTALEZA-LISBOA

TAP aluga aviões para operar rota

Empresa ucraniana está sendo usada para voar entre a Capital cearense e Portugal. Usuários estão insatisfeitos

FOTO: KIKO BARROS

De acordo com a empresa aérea, seis aviões foram comprados, mas

um

atraso na entrega resultou no problema de frota de aeronaves do TAP

O atraso na entrega de novas aeronaves têm levado a companhia aérea portuguesa TAP a cancelar voos e fretar aviões de outras empresas estrangeiras para garantir as rotas de longo curso já programadas no Brasil e em outros países. É o caso do voo diário Fortaleza/Lisboa, que, nas últimas semanas, está sendo operado pela companhia ucraniana Windrose.

A mudança, contudo, tem gerado reclamações de passageiros, que questionam a qualidade da empresa aérea contratada pela companhia portuguesa. "Isso já vem ocorrendo há algum tempo e vai continuar, pois os aviões que compraram não são suficientes para o número de rotas que abriram", afirma o usuário da TAP Luciano Machado.

De acordo com ele, após efetuar a compra do bilhete aéreo, recebeu, na última quarta-feira (23), um aviso prévio sobre a mudança de voo, informando que, agora, a operação seria realizada com a aeronave ucraniana. "No site da TAP informam que somente a partir do dia 17 de agosto que a empresa irá disponibilizar os seus aviões", lamenta o passageiro, que acredita ainda que a companhia aérea tem privilegiado outras rotas com aeronaves da própria empresa.

Preço alto

A cearense Idália Matos Leubner, que mora na Alemanha, também questiona o preço da passagem cobrado pela TAP. "Comprei uma passagem para Fortaleza por 1.280 euros. No entanto, quando embarquei vi que paguei por um voo da TAP, mas que o avião era de uma empresa low-cost (baixo custo)".

Preocupação

O descontentamento também é demonstrado pelo governo do Estado, que se diz preocupação com a situação. Segundo Bismarck Maia, titular da Secretaria de Turismo do Ceará, o governo contactou, na última semana, a diretoria da empresa solicitando uma solução para o problema. "Mostramos o descontentamento dos usuários e fomos informados que em meados de agosto tudo estaria resolvido. Contamos então que novos aviões, mais modernos, comecem a ser utilizados no próximo mês", diz.

Nova frota

Através de nota, a TAP informou que contratou seis aviões Airbus para acrescentar à frota, dois A330 para os voos de longo curso, dois A319 e dois A320 para o médio curso. Contudo, "devido a razões totalmente alheias à vontade da TAP ocorreu um atraso na entrega dos novos aviões, o que obrigou a uma reprogramação dos meios disponíveis", esclarece a empresa, garantindo que está avisando os passageiros em casos de voos que possam ser realizar em equipamentos e com tripulações que não pertencem à companhia. Conforme a empresa, os novos aviões devem começar a operar ainda no próximo mês.


O Povo - CE

25/07/2014

PINTO MARTINS

Infraero chama novo consórcio para retomar obras

O consórcio Encalso - Kallas, segundo colocado na licitação para reforma e ampliação do Aeroporto Internacional Pinto Martins, foi chamado para retormar obras. Se aceitar será assinado novo contrato e ordem de serviço

Artumira Dutra

artumira@opovo.com

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), em cumprimento a requisitos legais, já convocou a segunda colocada, consórcio Encalso - Kallas, no processo de licitação para manifestar se tem, ou não, interesse em assumir os trabalhos de reforma e ampliação do Aeroporto Internacional Pinto Martins, parados desde maio, mês em que também foi rescindido o contrato com o consórcio CPM Novo Fortaleza.

De acordo com a Infraero, no momento, a proposta de retomada das obras está em fase de avaliação por parte das empresas. Não se sabe ainda quando os serviços serão reiniciados.

“Serão retomados após cumprimento dos trâmites legais, seja pelo segundo colocado na licitação, seja pela convocação de outra empresa classificada no certame ou realização de uma nova licitação”, diz a nota encaminhada ao O POVO pela Infraero.

Ao todo, 11 empresas participaram do processo licitatório. A proposta da Encalso – Kallas, na licitação, era de R$ 346,08 milhões. Em abril, o Ministério Público Federal no Ceará recomendou que a Infraero encerrasse o contrato com as empresas responsáveis pelas obras da reforma e ampliação do Aeroporto Pinto Martins, devido a “atrasos injustificados na execução da obra”.

Em janeiro deste ano, a Infraero já havia reconhecido que a ampliação não ficaria pronta até a Copa do Mundo, em junho, como previa o cronograma inicial. Por conta dos atrasos, o aeroporto recebeu um “puxadinho” de R$ 3,5 milhões para atender a alta demanda durante o mundial.

Apuração

O procurador da República Alessander Sales disse ontem que o MPF “apenas recomendou a rescisão do contrato e apuração dos prejuízos decorrentes da inexecução”. Sobre o valor do prejuízo destacou que um prejuízo evidente foi o puxadinho.

“O valor do puxadinho deverá ser cobrado do consórcio, pois o puxadinho só existe porque as obras contratadas foram atrasadas. Mas tem ainda que apurar o que a Infraero deixou de ganhar em termos de locação dos espaços que não ficaram prontos e o que gastou para adaptar o terminal. Tudo isso quem vai quantificar é a Infraero”, enfatizou.

NÚMEROS

3,5

milhões foi o custo do “puxadinho” construído para atender demanda da Copa


A Tarde - BA

Sex, 25/07/2014 às 09:08

Anac regulamenta alocação de slots em aeroportos

ESTADÃO conteúdo

Luci Ribeiro

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) regulamentou o procedimento de alocação de horários de chegadas e partidas de aeronaves, os chamados slots, em aeroportos coordenados e em aeroportos de interesse. A decisão consta de resolução publicada no Diário Oficial da União (DOU).

O documento define que, nos casos em que o nível de saturação de determinado aeroporto comprometa a utilização de um dos componentes aeroportuários críticos (pista, pátio ou terminal), seja em determinadas horas do dia, dias da semana, seja em períodos do ano, a Anac poderá declará-lo coordenado.

O aeroporto será declarado coordenado em qualquer das seguintes circunstâncias: "as limitações de capacidade sejam graves ao ponto de restringir o acesso ou causar atrasos significativos no aeroporto devido ao alto nível de saturação, sem a possibilidade de solução do problema no curto prazo; for identificado comportamento por parte das empresas de transporte aéreo, do operador do aeroporto ou do responsável pelo controle do espaço aéreo que esteja restringindo o acesso ao aeroporto ou comprometendo a otimização da utilização da infraestrutura aeroportuária; situação emergencial; caso fortuito ou força maior; ou interesse público".

A declaração de aeroporto coordenado perdurará enquanto vigorar a situação que a motivou e seu cancelamento dependerá de expressa manifestação da Anac. A declaração de aeroporto coordenado poderá ser motivada pela própria Anac ou por solicitação fundamentada das empresas de transporte aéreo que operam no aeroporto ou tenham a intenção de fazê-lo, do operador do aeroporto ou do responsável pelo controle do espaço aéreo. Caberá à Anac julgar o processo e declarar um aeroporto como coordenado.

Na declaração de aeroporto coordenado deverá constar, entre outras informações, metas de eficiência de regularidade e de pontualidade na utilização das séries de slots no aeroporto, fixadas pela resolução em, no mínimo, 80% e 75%, respectivamente.

Já no caso dos aeroportos de interesse entram nessa classificação aqueles considerados relevantes para a aviação civil, definidos em portaria da Superintendência competente. A declaração dos aeroportos de interesse levará em consideração alguns critérios, dentre eles, níveis elevados de utilização dos componentes aeroportuários (pista, pátio ou terminal), que ainda não justifiquem sua declaração como aeroporto coordenado, falhas de planejamento na alocação da infraestrutura disponível, conectividade com outros aeroportos da rede ou interesse público.

Segundo o texto, depois de obedecidas as etapas de solicitação e aprovação dos slots, será processada e executada a alocação inicial nos aeroportos coordenados. Essa alocação para cada temporada observará, nessa ordem, o histórico de slots, a alteração do histórico de slots e as novas solicitações de slots (banco de slots).

A resolução ainda define que as novas solicitações de slots serão alocadas segundo a continuação da temporada subsequente anterior e a nova operação. "Serão alocados inicialmente slots às empresas aéreas entrantes, até o limite definido pela declaração de aeroporto coordenado", prioriza o texto. Os slots restantes serão alocados a empresas aéreas entrantes e atuantes, observada a ordem de prioridade definida. Os slots serão alocados em minutos múltiplos de cinco.


Jornal de Turismo

24 Julho 2014 15:14

Novos voos diretos facilitam a ida ao Valle Nevado Ski Resort

Está cada vez mais fácil viajar ao Valle Nevado, o maior resort de neve do Hemisfério Sul, localizado a apenas 60 quilômetros do aeroporto de Santiago, capital do Chile. Agora são cinco empresas aéreas que têm voos diretos do Brasil para Santiago.

Partindo de São Paulo, o turista pode escolher entre a brasileira Gol, que voltou a voar para Santiago neste mês de julho, as chilenas Sky Airline (que passou a voar para São Paulo em março) e Lan, e a também brasileira Tam.

Do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, são duas as companhias que levam o turista diretamente a Santiago: Lan e Tam.

A espanhola Air Europa tem, desde abril, três voos diretos por semana de Salvador para a capital chilena, o que encurta bastante a viagem para os que moram em toda a região Nordeste.

Promoção nos apartamentos Altillos

Os turistas que visitarem Valle Nevado nesta temporada têm uma opção a mais com um super desconto. Nos apartamentos Altillos do Hotel Puerta del Sol, localizados no nono andar do edifício e com uma vista magnífica das pistas, de 25 de julho a 26 de setembro, hospedam-se quatro pessoas e pagam somente três. A data máxima para check out é no dia 26/09.


Mercado&Eventos

24/07 - 16:17

Recife é capa da revista de bordo da Air France

A capital pernambucana foi capa da revista da companhia aérea Air France, ‘Magazine’, na última edição de julho. A publicação destaca em forma de crônica os principais atrativos turísticos e os sobre os contrastes de o Recife velho e o contemporâneo. A matéria, com 21 páginas, faz parte da seção ‘Comme um Roman’, onde um escritor convidado desenvolve crônica sobre uma cidade com a qual possui relacionamento afetivo. O artigo de Recife foi escrito pelo dramaturgo Ronaldo Correia de Brito.

Lisia Minelli

 


Mercado&Eventos

24/07 - 12:23

Aeroporto de Congonhas moderniza esteiras de check-in

Foi finalizada na última semana a substituição de todas as esteiras da área de check-in do Aeroporto de Congonhas (SP). Foram instaladas 39 novas esteiras de balança, 39 esteiras injetoras, três balanças de piso, 33 esteiras transportadoras de bagagens, além de três carrosséis de triagem de bagagens despachadas. O investimento na modernização foi de R$ 2,3 milhões.

Para o superintendente da Regional São Paulo, Willer Larry Furtado, esses novos equipamentos vão beneficiar diretamente os passageiros. “Com as novas esteiras, vamos modernizar e automatizar os equipamentos, aprimorando os processos operacionais, refletindo no ganho de produtividade no atendimento ao passageiro”, disse.

Mayara Moura

 


Mercado&Eventos

24/07 - 12:04

A350 XWB embarca na fase final de certificação

O mais novo avião do mundo, o Airbus A350-900, decolou nesta manhã, 24, para a fase final de certificação. Os Testes de Rotas, que são desenvolvidos para demonstrar que o avião está pronto para ser operado por companhias aéreas, incluirão desempenho em aeroporto de grande altitude, ensaios de autoaterrissagem, turnaround e serviços de manuseio em aeroportos. O itinerário da turnê mundial do A350 inclui 14 grandes aeroportos, uma rota via Polo Norte e alguns voos terão passageiros a bordo.

A turnê mundial usando a aeronave de teste A350 MSN5 faz parte da campanha de testes de certificação. O avião (MSN5) é um dos cinco aviões da frota de testes e um dos dois com a cabine totalmente funcional (42 assentos na classe executiva e 223 na econômica). Os voos com o A350 serão operados por tripulações de voo da Airbus, com participação de pilotos da Airworthiness Authority da Agência Europeia de Segurança na Aviação (EASA).

Os testes são parte dos últimos ensaios exigidos para a Certificação de Tipo de aeronave, programada para o terceiro trimestre deste ano. A entrega do primeiro avião, para a Qatar Airways, acontecerá até o final do ano.

A turnê de testes, com duração de três semanas e com quatro viagens, começará em Toulouse, na França. A primeira rota inclui destinos como Canadá, via Polo Norte, e Frankfurt. A segunda será para a Ásia - o mercado de aviação de crescimento mais rápido do mundo, e inclui visitas a Hong Kong e Cingapura. A terceira levará a aeronave para Johanesburgo e Sydney. Da cidade australiana, a aeronave voará para Auckland, seguida por Santiago e São Paulo antes de retornar a Toulouse. Na quarta e última viagem, o A350 partirá de Toulouse para Doha, seguirá para Perth e voltará para Doha. De lá, voará para Moscou e Helsinki, de onde retornará para Toulouse.

Rafael Massadar

 


Mercado&Eventos

24/07 - 10:17

Alitalia amplia voos para o Brasil

A Alitalia aumentou as suas frequências para o Brasil, passando a oferecer 17 voos semanais para Roma, sendo dez voos por semana com origem de São Paulo e um diário a partir do Rio de Janeiro. A companhia adicionou operações extras entre 3 de agosto a 17 de outubro e de30 de outubro a 28 de março. No caso do Rio, os voos adicionais operam entre 30 de outubro e 28 de março.

Os voos com origem em São Paulo são operados por aeronaves Boeing 777, configurados com 30 lugares na classe executiva (Magnífica), 24 lugares na premium economy (Classica Plus) e 239 lugares na classe econômica (Classica).

Já os voos com saídas do Rio de Janeiro são operados pelos A330, configurados com 18 assentos na classe executiva (Magnifica), 17 assentos na classe premium economy (Classica Plus) e 213 assentos na classe econômica (Classica).

Anderson Masetto

 


Panrotas

24/7/2014 17:50:00

El Al aumenta capacidade dos voos para Israel

A El Al acabou de enviar comunicado ao mercado informando que todos os voos das companhia estão operando normalmente. A empresa diz ainda que tem feito o possível para aumentar a capacidade, “oferecendo serviços adicionais em nossas diversas rotas de e para Tel Aviv".

“São centenas de assentos adicionais entre Israel e os destinos da Europa. Estendemos nossos horários de atendimento no Call Central através do telefone +972 (3) 977-1111 a fim de responder as necessidades de nossos clientes em Israel e no mundo”, finaliza o documento.

Alex Souza

 


Panrotas

24/7/2014 16:51:00

Avianca fará Fortaleza-Bogotá ainda esse ano

A Avianca confirmou ainda para este ano o início da rota Fortaleza-Bogotá. No entanto, a companhia ainda não anunciou a partir de quando fará esse trajeto ou quantas frequências ligarão as duas cidades. Em março, o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz, elogiou o governo cearense por promover a redução das alíquotas de ICMS sobre o QAV em voos domésticos para as companhias que rotas internacionais a partir dos aeroportos locais, e citou o futuro voo da Avianca como exemplo.

Danilo Teixeira Alves

 


Portal iG

25/07/2014 08:34

Companhia aérea Air France-KLM revela plano para conter rivais de baixo custo

Empresa irá se concentrar na manutenção da sua posição nos mercados de longa distância

Reuters

A Air France-KLM registrou um forte aumento no lucro do segundo trimestre e anunciou um novo plano de 2015 a 2020 nesta sexta-feira (25) para recuperar participação de mercado de rivais de baixo custo na Europa, o que ajudava a impulsionar suas ações na bolsa.

Getty Images

Air France-KLM irá se concentrar na manutenção da sua posição nos

mercados de longa distância

A segunda maior companhia aérea da Europa em receita se juntou à sua maior rival, a Lufthansa, na tentativa de reconquistar negócios de empresas líderes em baixo custo como a easyJet e disse que está preparada para usar aquisições para atingir seu objetivo.

A Air France-KLM tem reduzido custos e dívida como parte de seu plano "Transform 2015", que deve terminar em poucos meses.

O novo plano, batizado de "Perform 2020", irá se concentrar na manutenção da sua posição nos mercados de longa distância, ao mesmo tempo em que buscará atingir crescimento nos mercados de curta distância. Os detalhes serão anunciados em setembro.

- Cade aprova compra de 49,99% da Rio Linhas Aéreas pelos Correios

"A consolidação do setor de baixo custo está em curso e nós queremos participar", disse o presidente-executivo Alexandre de Juniac.

As ações da Air France-KLM, que caíram no início deste mês para uma mínima de cinco meses de € 8,20, subiam 4,86% às 7h18 (horário de Brasília), a € 9,04.

A Air France-KLM teve lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de € 641 milhões (US$ 862,2 milhões) no segundo trimestre, avanço ante os € 510 milhões registrado um ano antes.

Sua margem operacional bruta aumentou para 9,9%, ante 7,8%, sobre vendas que subiram 1,7% em uma base comparável, a € 6,451 bilhões.


Portal iG

25/07/2014 08:24

Cade aprova compra de 49,99% da Rio Linhas Aéreas pelos Correios

A WSF permanecerá com 50,01% da empresa

Reuters

Divulgação

Cade aprovou compra de 49,99% da Rio Linhas Aéreas pelos Correios

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a compra da 49,99% da empresa de transporte aéreo de cargas Rio Linhas Aéreas pelos Correios, conforme despacho publicado nesta sexta-feira (25) no Diário Oficial da União.

- Correios passa a cobrar R$ 12 para entregar compras internacionais

No início de maio, os Correios tinham anunciado a intenção de adquirir participação relevante no negócio, após o Tribunal de Contas da União e a Controladoria Geral da União terem recomendado alternativas para o modelo de transporte aéreo de carga postal da companhia, que usava 13 linhas aéreas contratadas na Rede Postal Noturna, a RPN.

Em documento submetido ao Cade, as partes informaram que a Rio Linhas Aéreas é detida pela WSF Investimentos e Participações, com fatia de 71,14%, e pela MGB Participações e Consultoria, com 28,86%.

Após a transação, a MGB sairá do negócio e a WSF permanecerá com 50,01% da empresa.

O valor da operação não foi divulgado.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS