AeroClippi?ng, sexta-feir?a, 01/08/14 - ano XII - nº 224

Fonte
  • Menor Pequena Medium Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Folha de São Paulo

Aeroportos regionais podem ser concedidos à iniciativa privada

Investigadores chegam a local da queda de avião

Sete aeroportos de SP deverão receber investimentos nos próximos meses

Erramos: Aeroportos se multiplicam na Ásia para receberem "boom" turístico

Viracopos anuncia mais R$ 30 mi em melhorias no terminal de cargas

Viracopos terá três companhias voando para os EUA: American, Azul e Gol

Companhia Azul contrata 90 novos técnicos para manutenção de aeronaves

O Estado de S.Paulo

Ministro da Aviação Civil defende terceiro aeroporto em São Paulo

Embraer está confiante sobre metas de lucro após 1º semestre sólido

Jornal da Paraíba

Castro Pinto ganha dois novos voos

Consultor Jurídico

Justiça vai leiloar objetos de arte da Vasp também com lances eletrônicos

Jornal de Turismo

TAM Viagens dá dicas sobre temporada de neve

LAN e Qantas ampliam seu acordo de codeshare

Jornal de Turismo

Tap atingiu um novo recorde diário de paxs no domingo

Mercado&Eventos

Copa Airlines vai aumentar frequência entre St. Maarten e Panamá

Panrotas

Azul estrutura departamento para reforçar ações sociais


Folha de São Paulo

SEXTA-FEIRA, 1 DE AGOSTO DE 2014

Aeroportos regionais podem ser concedidos à iniciativa privada

Modelo de gestão dos 270 aeroportos do plano regional deve sair na semana que vem

MARIANA BARBOSA

DE SÃO PAULO

O governo deve publicar na próxima semana o modelo de gestão a ser adotado nos 270 aeroportos que integram o plano da aviação regional.

O novo Plano Geral de Outorgas para a aviação regional permite que Estados e municípios concedam aeroportos para a iniciativa privada, desde que haja, no Estado, uma agência reguladora de serviços públicos.

Essa agência ficará responsável por regular e fiscalizar a concessão, liberando a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) da função.

O PGO prevê ainda que só poderão assumir a gestão dos aeroportos prefeituras com PIB superior a R$ 1 bilhão.

Já os Estados precisarão ter uma estrutura especial, com um departamento ou divisão dentro da Secretaria de Transportes. Em São Paulo, isso ficará a cargo do Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo).

Caberá à Infraero Serviços, subsidiária a ser criada pelo governo, gerir os aeroportos de interesse nacional.

Segundo o ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, o PGO já passou por consulta pública e está na Anac aguardando um parecer técnico. "Quando voltar da Anac, publicamos", disse ele.

O ministro se reuniu nesta quinta-feira (31) com prefeitos do interior de São Paulo e representantes do governo estadual para definir o cronograma de obras nos 19 aeroportos paulistas contemplados pelo plano regional.

Segundo o ministro, em 60 dias saem os editais dos primeiros aeroportos: Araraquara, Araçatuba, Barretos, Bauru, Franca, Marília e Sorocaba. Ribeirão Preto e Presidente Prudente também entram na primeira fase, mas as obras dependem de desapropriações.

O valor dos investimentos nos aeroportos paulistas não foi divulgado. Segundo o Daesp, os 11 aeroportos geridos pelo Estado e que integram o plano federal precisam de R$ 1 bilhão.

Além das melhorias em infraestrutura e da compra de equipamentos, o plano prevê gastos estimados em R$ 1 bilhão com subsídios para as companhias aéreas voarem para essas localidades.

O subsídio ainda depende de regulamentação, mas a expectativa é que entre em vigor em janeiro de 2015.


Folha de São Paulo

SEXTA-FEIRA, 1 DE AGOSTO DE 2014

Investigadores chegam a local da queda de avião

Missão internacional visita região em meio a combates entre Ucrânia e rebeldes

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

Após quatro dias de tentativas frustradas, a missão internacional que investiga a queda do avião da Malaysia Airlines conseguiu chegar nesta quinta (31) ao local da tragédia, no leste da Ucrânia.

O acesso foi possível após o governo ucraniano suspender por 24 horas sua operação militar contra os separatistas pró-Rússia.

Os três membros da comissão ficaram no local por uma hora para uma missão de reconhecimento. Segundo a chanceler da Austrália, Julie Bishop, mais de 80 corpos ainda estão no local.

Além de recuperar os restos mortais de 98 pessoas, os inspetores devem ainda buscar destroços para ajudar na investigação da tragédia.

De acordo com a Ucrânia e o Ocidente, o Boeing-777 foi derrubado pelos separatistas pró-Rússia enquanto ia de Amsterdã a Kuala Lumpur com 298 passageiros.

Mesmo com os inspetores na área da queda, os combates entre o Exército e os rebeldes continuavam em vilarejos próximos. Não há informações sobre feridos.

SANÇÕES

Nesta quinta, a União Europeia formalizou a sanção aos indivíduos russos. Dentre eles, está Arkady Rotenberg, parceiro de judô do presidente Vladimir Putin.

Além das pessoas físicas, cinco bancos russos foram proibidos de conseguir recursos no mercado europeu.

Em Kiev, o Parlamento da Ucrânia rejeitou a renúncia do premiê Arseni Yatseniuk e aprovou duas medidas para aumentar o financiamento das Forças Armadas do país.


Folha de São Paulo

31/07/2014 16h58

Sete aeroportos de SP deverão receber investimentos nos próximos meses

MARIANA BARBOSA

DE SÃO PAULO

Sete aeroportos do interior de São Paulo estão entre os primeiros a serem contemplados pelo plano de desenvolvimento da aviação regional do governo federal.

Segundo o ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, dentro de sessenta dias deverão ser lançados os editais para obras de melhoria ou ampliação de terminal de passageiros, pátio e pista dos aeroportos de Araraquara, Araçatuba, Barretos, Bauru, Franca, Marília e Sorocaba.

Os aeroportos de Ribeirão Preto e Presidente Prudente também receberão investimentos nesta primeira fase do plano, mas as obras dependem de desapropriações e de licenciamentos ambientais mais complexos.

As obras serão contratadas por meio do RDC (regime diferenciado de contratação).

O plano federal prevê investimentos de até R$ 7,3 bilhões em 270 aeroportos, sendo 19 no Estado de São Paulo.

Dos 270 aeroportos, 100 já recebem voos da aviação comercial regular.

Além dos investimentos em infraestrutura e na compra de equipamentos, o plano prevê gastos estimados em R$ 1 bilhão com subsídios para as companhias aéreas voarem para essas localidades. O subsídio ainda depende de regulamentação, mas a expectativa é de que ele entre em vigor a partir de janeiro de 2015.

Edson Silva - 9.ago.2012/Folhapress

Aeroporto de Barretos, que será contemplado pelo plano de desenvolvimento da aviação regional

Confira, abaixo, as cidades cujos aeroportos receberão investimentos.

ARAÇATUBA

Pista 2.120 m; será ampliada para 2.230 m

Pátio de aeronaves 22.500 m2; passará por reforma

Termial 700 m2; passará por reforma

ARARAQUARA

Pista 1.800 m; será recuperada

Pátio de aeronaves 15.145 m2; será ampliada para 18.238 m2

Terminal 2.250 m2; será reformado

BARRETOS

Pista 1.800 m; será reduzida pra 1.730 m para fazer área de segurança

Pátio de aeronaves 18.900 m2; será ampliado para 20.692 m2

Terminal será construído um novo terminal de 2.260 m2

BAURU

Pista 2.100 m; será ampliada para 2.360 m

Pátio de aeronaves 23.700 m2; será recuperado

Terminal 2.500 m2; será reformado

FRANCA

Pista 1.535 m; será ampliada para 1.820 m

Pátio de aeronaves 5.250 m2; será ampliado para 29.911 m2

Terminal 1.400 m2; será ampliado para 1.590 m2

MARÍLIA

Pista 1.700 m; será recapeada

Pátio de aeronaves 4.200 m2; será ampliado para 23,1 mil m2

Terminal 572 m2 será ampliado para 3.572 m2

PRESIDENTE PRUDENTE

Pista 2.100 m; será ampliada para 2.430 m

Pátio de aeronaves 3.270 m2; será ampliada para 3.550 m2

Terminal 29.100 m2; será reformado

SOROCABA

Pista de 1.630 m será mantida neste tamanho

Pátio de aeronaves de 14.800 m2 será ampliado para 22.500 m2

terminal 700 m2; passará por reforma

RIBEIRÃO PRETO

Pista de 2.100 m vai manter a extensão mas será recuada em 500 m

Pátio de aeronaves, de 27.000 m2 será ampliado

terminal de 4.000 m2 será ampliado

Fonte: Daesp e SAC

 


Folha de São Paulo

31/07/2014 16h27

Erramos: Aeroportos se multiplicam na Ásia para receberem "boom" turístico

DE SÃO PAULO

Por erro de tradução, os valores estimados para construção e modernização de aeroportos na Ásia, que constam do texto "Aeroportos se multiplicam na Ásia para receberem "boom" turístico" (Mercado - 31/07/2014 - 11h27), foram descritos em milhões de dólares, quando o correto é bilhões de dólares. O texto foi corrigido.


Folha de São Paulo

31/07/2014 14h46

Viracopos anuncia mais R$ 30 mi em melhorias no terminal de cargas

LUCAS SAMPAIO

DE CAMPINAS

Maior aeroporto de cargas importadas do Brasil, Viracopos anunciou nesta quinta-feira (31), em Campinas (a 93 km de SP), uma série de melhorias em seu terminal.

Serão R$ 60 milhões em investimentos até julho de 2015, dos quais R$ 30 milhões já foram realizados desde o início da privatização, segundo a Aeroportos Brasil Viracopos, concessionária que administra o aeroporto.

Entre as melhorias feitas estão a ampliação das câmaras frigoríficas (de 13 mil m³ para 22 mil m³), da extensão da cobertura para 100% do terminal, a mudança em fluxos de trabalho e nos procedimentos internos no despacho da carga e o investimento em softwares de gestão.

Divulgação

Vista do aeroporto Viracopos, em Campinas, ainda em obras

O intuito é explorar o potencial de importação de cargas. "Nós já somos os maiores em importação, mas Guarulhos ainda tem a vantagem do comércio nacional", diz Luiz Alberto Küster, diretor-presidente da Aeroportos Brasil Viracopos.

O aeroporto é responsável por movimentar cerca de 40% de toda a carga aérea importada do país. Hoje, recebe cerca de 13 mil toneladas por mês de importações e 7 mil toneladas por mês de carga para exportação. A capacidade atual do terminal é de 20 e 15 mil toneladas mensais, respectivamente.

FRIGORÍFICO

A ampliação das câmaras frigoríficas custou R$ 4 milhões e visa atender a um mercado que responde por cerca de 8% das importações.

São cerca de mil toneladas mensais de carga refrigerada, das quais metade (500 toneladas/mês) é de medicamentos, vacinas insumos biológicos e hemoderivados.

"O problema da logística era evitar a grande diferença de temperatura", diz Ricardo Luize, gerente de logística do terminal de cargas. "Ampliamos a capacidade de armazenamento e diminui o choque de temperatura."

O farmacêutico Marcelo Gorri Mazzali foi contratado para cuidar o setor. "Não existe no Brasil infraestrutura como essa", diz. "Não queremos ser só os maiores em quantidade, mas também os melhores em qualidade."

PASSAGEIROS

Além de ser um dos principais aeroportos de carga do país, Viracopos ocupa a sexta posição em transporte de passageiros (foram 9,3 milhões em 2013, à frente do Santos Dumont).

A concessão à iniciativa privada em 2012 previa a entrega de um novo terminal de passageiros em maio deste ano, prazo que não foi cumprido. A previsão agora é que o novo terminal, ainda em obras, seja inaugurado pela aviação comercial em outubro. O investimento total é de R$ 2,5 bilhões.


Folha de São Paulo

31/07/14 17:36

Viracopos terá três companhias voando para os EUA: American, Azul e Gol

POR MARIANA BARBOSA

A Azul, que domina o aeroporto de Viracopos nas rotas domésticas, terá bastante concorrência no mercado internacional. Além da Gol, que iniciou no dia 19 de julho um voo com escalas para Miami e Orlando, a American Airlines também vai conectar Campinas aos EUA.

A empresa americana inaugura em 2 de dezembro um voo diário de Miami para Campinas. E lançará um voo de Nova York (JFK), com três frequências semanais, a partir de 1º de dezembro. Campinas será o décimo destino da American no Brasil. Os voos serão operados com um Boeing 767-300, adaptado com a nova configuração da companhia, com assentos totalmente reclináveis na classe executiva.

A Gol voa para a Flórida com escala em Santo Domingo (República Dominicana). De lá, o passageiro pode seguir para Orlando ou para Miami. A operação é feita com o Boeing 737-800.

A Azul deve iniciar os voos para Miami e Orlando até o final do ano. Inicialmente os voos serão feitos com o A330-200. A empresa também tem planos de voar para Nova York.

Além dos voos para os EUA, o aeroporto de Viracopos oferece voos para Lisboa (Portugal): são três voos semanais da TAP.

Outra companhia estrangeira que já anunciou planos de voar para Campinas é a Copa Airlines, do Panamá. Em dezembro, a empresa, que também opera com o Boeing 737, lança um voo diário para o Panamá. A partir da Cidade do Panamá, é possível fazer conexões para Miami e outros 68 destinos em 30 países nas Américas do Norte, Central, Sul e Caribe.

Agradeço ao leitor Guilherme Chrispim pela dica da Copa

 


Folha de São Paulo

31/07/2014 - 11h32

Companhia Azul contrata 90 novos técnicos para manutenção de aeronaves

DE SÃO PAULO

Com o aumento de operações e os inícios dos voos internacionais nos próximos meses, a companhia aérea Azul está selecionando profissionais para preencher cerca de 90 vagas para técnicos de manutenção de aeronaves.

Para poder participar, os candidatos precisam possuir um ou mais CHT's (Certificado de Habilitação Técnica), ensino médio completo, conhecimentos de informática e inglês intermediário, para pode fazer a leitura dos manuais.

Dentre as competências requeridas para as vagas estão conhecimentos de todas as rotinas de manutenção de aeronaves, leitura e interpretação de manuais de manutenção, manutenção periódica em serviços programados ou A.O.G's (hangar) e recebimento e despacho de aeronaves (linha).

O salário é a partir de R$ 2872,00 e o valor varia de acordo com o nível do mecânico. A Azul também oferece benefícios como vale transporte, vale refeição, vale alimentação, assistência médica e concessão de passagens, entre outros.

Os candidatos devem ter disponibilidade para trabalhar em outras regiões e horários flexíveis - o técnico atuará em escala de seis horas por dia. Para participar do processo, os interessados devem enviar um e-mail para rodrigo.goncalves@voeazul.com.br.

Boeing

A fabricante de aeronaves elevou em 7% sua projeção para a demanda global por pilotos de aeronaves comerciais, para 533 mil profissionais nos próximos 20 anos, citando o crescimento das entregas de aeronaves e a demanda sustentada na Ásia-Pacífico.

A fabricante de aviões também fez uma previsão de que serão necessários 584 mil técnicos nos 20 anos até 2033, uma elevação de 5% ante a projeção do ano anterior.

Isso se traduz na necessidade de 27 mil novos pilotos e 29 mil novos técnicos por ano, disse a fabricante de aeronaves em seu relatório anual "Projeção para Pilotos e Técnicos".

A região da Ásia-Pacífico será responsável por 216 mil destes pilotos, ou 41% do total.


O Estado de S.Paulo

31 Julho 2014 | 16h 23

Ministro da Aviação Civil defende terceiro aeroporto em São Paulo

Para Moreira Franco, cidade comporta o empreendimento; segundo ele, Dilma já deu aval ao projeto, que será da iniciativa privada

José Maria Tomazela - O Estado de S. Paulo

Felipe Rau/Estadão

De acordo com o ministro, a presidente Dilma Rousseff já deu aval ao

empreendimento, que será integralmente da iniciativa privada

SOROCABA - O ministro da Secretaria da Aviação Civil (SAC), Moreira Franco, defendeu nesta quinta-feira, 31, a construção de um terceiro grande aeroporto em São Paulo. Segundo ele, a capital paulista já comporta um novo aeroporto, que deve ser construído em Caieiras, na região metropolitana, a 35 km de capital. "Congonhas tem praticamente toda a área útil já tomada e a prefeitura pretender desativar o Campo de Marte, por isso entendo que São Paulo comporta o terceiro aeroporto", afirmou.

De acordo com o ministro, a presidente Dilma Rousseff já deu aval ao empreendimento, que será integralmente da iniciativa privada - o projeto é das construtoras Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez. "A decisão é de que seja privado. Houve uma decisão do Congresso, que passou para a Casa Civil, que agora está definindo os detalhes", afirmou. Segundo o ministro, não haverá choque com os consórcios que assumiram recentemente as operações dos aeroportos de Guarulhos, que atende a capital, e Viracopos, em Campinas. "Temos necessidade de novos aeroportos. São Paulo é o grande centro de distribuição do País e vai precisar de mais oferta." Ele disse que ainda não é possível falar em prazo para início das obras em Caieiras.

De acordo com o ministro, há disposição do governo de estimular a construção de aeroportos privados para a aviação geral, liberando as pistas dos grandes aeroportos para a aviação comercial. Ele lembrou que foi dada autorização para projetos de outros dois aeroportos privados para atender a capital, um deles no distrito de Parelheiros, na zona sul, e outro no município de São Roque, a 60 km. "O de Parelheiros tem uma questão ambiental que é de controle do Estado", disse. O projeto de São Roque está em andamento.

Investimentos. Moreira Franco esteve em São Paulo para anunciar investimentos de R$ 360,5 milhões em 19 terminais aéreos regionais do Estado. Os aeroportos de Araçatuba, Araraquara, Bauru, Franca, Marília, Presidente Prudente, Sorocaba e Barretos serão os primeiros a terem melhorias como ampliação de pista, construção de terminal de passageiros, iluminação e sinalização. O aeroporto de Barretos é administrado pela prefeitura, os demais pelo Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp), órgão do governo estadual.

As licitações devem ser lançadas em 60 dias. Os recursos provêm do Programa de Investimentos em Logística Aeroportos do governo federal. Em todo o Brasil, o programa prevê investimentos de R$ 7,3 bilhões em 270 aeroportos regionais.


O Estado de S.Paulo

31 Julho 2014 | 15h 31

Embraer está confiante sobre metas de lucro após 1º semestre sólido

O aumento nas entregas de jatos comerciais e o câmbio mais favorável ajudaram a Embraer a superar as previsões de analistas

BRAD HAYNES - REUTERS

Divulgação

O lucro líquido da Embraer foi beneficiado pela queda da despesa com imposto de renda

e contribuição social, que havia sido elevada no ano anterior pelo efeito cambial

A Embraer vê risco pequeno de não alcançar suas metas de performance neste ano após um lucro forte no segundo trimestre e uma perspectiva sólida para o fim do ano, afirmaram executivos nesta quinta-feira.

O aumento nas entregas de jatos comerciais e o câmbio mais favorável ajudaram a Embraer a superar as previsões de analistas e entregar resultado operacional em linha com as estimativas oficiais durante o primeiro semestre, quando sua performance tradicionalmente é mais fraca.

"Não vemos muito risco de baixa (para as metas de lucro)... Pode haver algum potencial de alta", disse o presidente-executivo da fabricante de aeronaves, Frederico Curado, a analistas em teleconferência para comentar o resultado. "Temos um ano mais equilibrado, por isso não revisamos nosso guidance para cima".

Curado disse estar trabalhando duro para distribuir as entregas pelo calendário e evitar uma corrida no fim do ano para atingir as metas.

Analistas concordaram que a Embraer não terá problemas para atingir suas próprias estimativas, que o analista Joseph Nadal, da JPMorgan Securities, descreveu como "bastante conservadoras".

Mais cedo, a Embraer divulgou lucro líquido atribuível aos acionistas de 143 milhões de dólares, acima da estimativa média de analistas de 116 milhões de dólares, segundo pesquisa Reuters.

Em reais, o lucro líquido foi de 319,8 milhões de abril a junho, contra resultado negativo de 9,9 milhões de reais no mesmo período de 2013, quando o câmbio elevou sua despesa com impostos.

A fabricante de aeronaves divulgou no mês passado que entregou 29 E-Jets para companhias aéreas no segundo trimestre, ante 22 aviões um ano antes. Os jatos regionais cederam algum espaço no portfólio da Embraer para a aviação executiva e para a área de defesa, mas ainda contribuem para mais da metade de sua receita.

Uma onda de encomendas por jatos regionais dos Estados Unidos no ano passado ajudou a manter a produção do E-Jet da Embraer estável. Curado afirmou que a forte recepção do E-175 por companhias aéreas dos EUA até o momento sugere que algumas delas farão novas encomendas no ano que vem.

Esses grandes pedidos de companhias aéreas menores pressionaram as margens de lucro brutas, mas o controle das despesas administrativas manteve os resultados operacionais em linha com as metas para 2014 até o momento.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) da Embraer ficou em 582,9 milhões de reais, avanço de 36,5 por cento na comparação anual. Em dólares, o Ebitda totalizou 261 milhões, acima da estimativa média de analistas de 238 milhões de dólares.

O lucro líquido da Embraer foi beneficiado pela queda da despesa com imposto de renda e contribuição social, que havia sido elevada no ano anterior pelo efeito cambial. No segundo trimestre, a linha somou 93,5 milhões de reais, ante 236,6 milhões um ano antes.

(Reportagem adicional de Guillermo Parra-Bernal)

 


Jornal da Paraíba

31/07/2014 AS 09H27

Castro Pinto ganha dois novos voos

Novos voos partirão da capital para Salvador e Rio de Janeiro; lançamentos incrementam em 30% a oferta de voos.

Alexsandra Tavares

Revista Edificar

Passageiros terão mais alternativas de conexão para outras capitais,

segundo assessoria da TAM

O aeroporto Castro Pinto, na Grande de João Pessoa, vai ganhar dois novos voos em agosto. A partir desta quinta-feira (31), começa a funcionar, de segunda-feira a sábado, mais um voo da TAM entre João Pessoa e Salvador. Já no dia 13 de agosto, a companhia aumentará a oferta de voos entre a capital paraibana e o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão, com saídas diárias.

Esses lançamentos incrementam em 30% a oferta de voos partindo e João Pessoa. Segundo a assessoria de imprensa da TAM, com a novidade, os passageiros dessas regiões terão mais alternativas de conexão para outras capitais.

As tarifas para o novo voo entre João Pessoa e Salvador podem ser encontradas a partir de R$ 59, para compras com antecedência de 60 dias. Já para o voo entre João Pessoa e Rio de Janeiro, o preço inicial é R$ 169 para compras com a mesma antecedência.

Os clientes já podem adquirir passagens pelo site da companhia www.tam.com.br e em outros canais de venda, como agências de viagens e lojas da TAM. “A nova rota para Salvador beneficiará o turismo na região. Já o novo voo ao Rio fortalece a operação entre essas importantes capitais", diz Federico Helman, diretor de Planejamento da TAM.


Revista Consultor Jurídico

31 de julho de 2014, 18:51h

Justiça vai leiloar objetos de arte da Vasp também com lances eletrônicos

Interessados em arrematar objetos de arte pertencentes à massa falida da Vasp já podem oferecer lances eletrônicos pelo site homologado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Eles concorrerão em igualdade de condições com os lances recebidos no leilão físico, que ocorre no dia 7 de agosto, às 14h, na Casa de Portugal — na Avenida da Liberdade, 602, 3º andar, São Paulo (SP).

Os lotes que compõem a venda pública compreendem, em sua maioria, telas, fotografias e gravuras de artistas brasileiros e estrangeiros, como o artista plástico Alfredo Volpi.

Outros quatro leilões com bens da Vasp acontecerão ainda neste ano — dois em agosto e outros dois em setembro. O acervo engloba obras artísticas, móveis, porcelanas e utensílios utilizados no interior das aeronaves, protótipos de aviões da empresa e objetos para colecionadores.

De acordo com o juiz Daniel Carnio Costa, da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais da capital e responsável pelo processo de falência da Vasp, o valor arrecadado nos leilões será utilizado prioritariamente para o pagamento dos credores trabalhistas, até o limite de 150 salários mínimos para cada um. Parte deles já recebeu créditos dos últimos leilões.

Já o leilão da sede da companhia aérea Vasp no aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, está em discussão na Justiça. Após a Justiça estadual autorizar o leilão do prédio que abrigou a sede, a Justiça Federal determinou a indisponibilidade do imóvel. O leilão estava marcado para 31 de julho.

A decisão da juíza federal Regilena Emy Fukui Bolognesi, titular da 11ª Vara Federal Cível em São Paulo, suspende quaisquer atos sobre a alienação judicial no processo de falência da empresa. A União ajuizou a ação contra a Vasp afirmando ter o domínio sobre o imóvel de cerca de 15 mil metros quadrados. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-SP.


Jornal de Turismo

Quinta, 31 Julho 2014 17:04

TAM Viagens dá dicas sobre temporada de neve

Em agosto, as montanhas ainda estão com boa cobertura de neve e ideais para quem quer esquiar ou mesmo passear pelas paisagens geladas na América do Sul. Conforme dados divulgados pela TAM Viagens, operadora de turismo da TAM Linhas Aéreas, nossos países vizinhos Argentina e Chile estão entre os destinos preferidos dos brasileiros e, apesar da frequência de compras de pacotes para estes destinos ter maior incidência de fevereiro a maio, ainda é possível encontrar pacotes atrativos para a temporada em Bariloche e Valle Nevado.

A temporada de neve de Bariloche, na Argentina, se inicia em 20 de junho e pode ser aproveitada até a segunda quinzena de agosto, contudo, a gerente de produtos regionais da TAM Viagens, Renata Maida, explica que o destino é procurado também fora deste período “Devido a infra estrutura e opções de hotéis do destino, baladas, museus, centro histórico, bares e restaurantes movimentados, além de outros passeios, vemos o destino como uma potencial opção para viagens viáveis nos períodos de baixa temporada”.

Em Bariloche a pista de esqui é localizada há 19 km do centro da cidade. O local conta com ampla infraestrutura de alimentação, lojas para aluguel de roupas e equipamentos, escolas de esqui e snowboard, entre outras facilidades.

Já o Valle Nevado, no Chile, tem sua temporada de neve aberta entre 15 de junho e 30 de setembro e a gerente conta que, conforme dados da operadora, o destino que passou a ser oferecido pela TAM Viagens em 2013 teve procura acentuada dos amantes de esportes de neve. “Tendo em vista esta grande procura do ano passado, efetuamos vários treinamentos com nossos agentes de viagens para que saibam esclarecer todas as dúvidas de nossos clientes para que, além de reforçar a expertise do atendimento TAM Viagens ainda poderá aumentar as vendas do destino em 2014”, explica Renata.

No Valle Nevado, a pista fica a 64 km de Santiago. A localidade possui três hotéis com seus respectivos restaurantes e excelente infra-estrutura. A TAM Viagens também oferece pacotes com estadia em Santiago e opcionais de ida ao Valle Nevado para passar o dia e experimentar as pistas de esqui.

Outra vantagem das opções na América do Sul são sua proximidade e a possibilidade de efetuar a viagem aérea para visitas também em curtos períodos. Além disso, turistas de nacionalidade brasileira podem viajar apenas com o RG, em bom estado. Ressalte-se que carteira de motorista, certidão de nascimento e CPF não são aceitos.

Para quem busca os esportes de neve, o despacho de equipamentos esportivos é permitido nos trechos operados pela TAM. Esses itens fazem parte da franquia de bagagem, mas estão sujeitos a cobrança de excesso por peso, quantidade e/ou dimensão, por esta razão, a companhia sugere uma consulta no site www.tam.com.br para ver quais são as recomendações especiais.

Mais informações sobre a temporada de neve, no site www.tamviagens.com.br


Jornal de Turismo

Quinta, 31 Julho 2014 11:45

LAN e Qantas ampliam seu acordo de codeshare

A LAN, membro do Grupo LATAM Airlines, e a Qantas, ambas companhias aéreas pertencentes à aliança oneworld, ampliaram seu atual acordo de codeshare e passam a oferecer voos dentro da Oceania e da América do Sul.

Os passageiros que voarem com a LAN de Santiago, no Chile, até Sidney, na Austrália, terão acesso a diversas cidades do país com a Qantas, como Melbourne, Brisbane, Adelaide, Canberra, Perth, Darwin, Hobart e Alice Springs, em voos de ida e volta, a partir de 9 de agosto*. As passagens podem ser compradas a partir de 3 de agosto.

Saindo de Auckland, na Nova Zelândia, os passageiros poderão adquirir passagens de ida e volta para Melbourne, Brisbane e Perth, na Austrália, em aeronaves da Qantas.

Passageiros da Qantas viajando para o Chile poderão voar com a LAN para as cidades de Antofagasta, La Serena e Punta Arenas a partir de 5 de agosto. Também poderão viajar para outros países da região: de Santiago para Lima (Peru) a partir de 20 de agosto; e para São Paulo e Rio de Janeiro (ambas no Brasil), em voos de ida e volta, a partir de 8 de outubro*.

“Estamos felizes em fortalecer nossa aliança com a Qantas, acrescentando oito cidades australianas à nossa malha de destinos, localizadas em todos os pontos cardeais da ilha continental e com acesso aos pontos turísticos mais procurados da Austrália”, comentou Damián Scokin, CEO de Negócios Internacionais da LAN.

Para o gerente geral de Vendas Internacionais da Qantas, Stephen Thompson, o acordo “é uma ótima notícia para os clientes da Qantas, que terão o melhor acesso aos destinos mais procurados da América do Sul. Santiago tem sido a porta de entrada da região para nossos clientes desde que começamos a operar voos para a cidade, em 2012. De agora em diante, sua importância como hub de conexões será reforçada, e ainda ofereceremos aos clientes os benefícios adicionais de um serviço de codeshare, como mais oportunidades para os passageiros frequentes acumularem pontos, e o envio de bagagens diretamente ao destino final”.

Atualmente, a LAN opera sete voos semanais entre Santiago e Sidney, que somados aos três operados pela Qantas permitem a oferta de 10 voos semanais de ida e volta entre os destinos.

Membros da oneworld, a LAN e a Qantas oferecem benefícios recíprocos em seus programas de fidelidade, permitindo que os membros LANPASS e Frequent Flyer acumulem quilômetros/pontos e resgatem passagens ao voar com as companhias. Com o acordo, os passageiros podem esperar ainda mais benefícios nas viagens entre a América do Sul e a Oceania com essas duas companhias.


Mercado&Eventos

31/07 - 13:48

Tap atingiu um novo recorde diário de paxs no domingo

A Tap atingiu um novo recorde de passageiros num só dia no domingo, dia 28, ao transportar 41.691 pessoas, mais mil clientes do que o anterior máximo. Para este novo número contribuem as nove novas rotas lançadas durante o mês de julho, que, nas três primeiras semanas de operação, serviu mais de 20 mil passageiros.

Rafael Massada

 


Mercado&Eventos

31/07 - 13:35

Copa Airlines vai aumentar frequência entre St. Maarten e Panamá

A Copa Airlines anunciou que no dia 24 de novembro aumentará a frequência do serviço direto entre St. Maarten e o hub das Américas localizado na República do Panamá. A companhia aérea adicionará um voo sem escalas nas segundas-feiras para complementar as quatro frequências do serviço direto - toda terça, quinta, sábado e domingo - já existente entre os destinos.

Esta nova frequência de voos 133 da Copa sairá do aeroporto Princess Juliana, em St. Maarten, toda segunda-feira às 12h29, e chegará ao hub das Américas da Copa, no aeroporto internacional de Tocumen, na Cidade do Panamá, às 14h20. O voo de retorno (134) sairá do Panamá às 7h28 e chegará em St. Maarten às 11h24. A Copa operará este voo com um Boeing 737-700, com capacidade para 12 passageiros em classe executiva e 112 na cabine principal.

Samantha Chuva

 


Panrotas

31/7/2014 15:07:00

Azul estrutura departamento para reforçar ações sociais

A Azul, com o intuito de ampliar e reforçar o apoio a projetos com foco em melhorar a vida das pessoas, está estruturando a área de Responsabilidade Social, que integra a diretoria de Comunicação, Marca e Cultura da companhia. Doze iniciativas em todo o território brasileiro recebem suporte da empresa atualmente.

Os projetos apoiados pela Azul devem ser desenvolvidos sobre quatro pilares: educação, empreendedorismo, inovação e voluntariado. “Faz parte dos princípios da companhia trabalhar para melhorar as condições sociais de comunidades em todo o Brasil. A estruturação da área de Responsabilidade Social é feita justamente para fortalecer este trabalho”, explica o diretor de Comunicação, Marca e Cultura da Azul, Gianfranco Beting.

Atualmente, os investimentos são feitos a partir de incentivos fiscais, como a Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, ou permuta de passagens. No segundo semestre, a companhia abrirá um edital público para captação de projetos que receberão apoio a partir de 2015. As propostas são analisadas por um comitê, que conta com profissionais da Azul e especialistas do assunto no mercado. Caso aprovadas, receberão o incentivo fiscal ou o benefício de passagens. As parcerias têm duração de um ano, mas podem ser prorrogadas.

Danilo Teixeira Alves

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS