A companhia aérea Emirates, com sede em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, fará um processo de seleção para comissários de voo em São Paulo no dia 23 de setembro.

Para participar, é necessário se candidatar no link: https://bit.ly/2wA34td.

Para saber mais detalhes e requisitos, acesse: https://bit.ly/2MCtsgy.

Obs.: O SNA apenas divulga vagas e não tem responsabilidade sobre as mesmas.

Após aprovação da categoria em assembleia, o Sindicato Nacional dos Aeronautas assinou no último dia 9 a nova CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) da aviação agrícola para 2018/2019, juntamente com o Sindag (Sindicato nacional das Empresas de Aviação Agrícola).

Confira a íntegra da nova CCT: https://bit.ly/2MnXTGy.

Um grande avanço da nova CCT foi a inclusão de uma cláusula que permite a flexibilização de alguns itens por meio de Acordos Coletivos de Trabalho, sempre mediante aprovação dos tripulantes em assembleia.

Desta forma, podem ser respeitadas as peculiaridades das operações em cada região do país e em diferentes empresas, de forma a atender às necessidades tanto dos pilotos como das companhias.

A nova CCT também garantiu reposição integral da inflação nos salários, corrigidos pelo INPC acumulado de 1/05/17 a 30/06/18, ou seja, 3,59%. Além disso, estabeleceu o piso salarial em R$ 2.595,91.

As diferenças de reajuste salarial retroativas a 1º de julho de 2018 deverão ser pagas aos aeronautas juntamente com o salário de setembro de 2018.

Outra mudança foi a fixação de uma nova data-base. Assim, a partir da CCT de 2019/2020, a renovação da CCT da agrícola se dará em 1º de setembro.

Lembramos que, por força da lei 13.475, a Nova Lei do Aeronauta, além dos pilotos empregados em empresas de aviação agrícola, os pilotos que trabalham como pilotos agrícolas para privados (fazendas, usinas etc) também têm suas relações de trabalho regidas pela CCT.

Por fim, ressaltamos que a participação dos pilotos nesses processos, por meio da associação ao SNA e da presença nas assembleias, é essencial para melhorias nas condições de trabalho.

O departamento jurídico do SNA fica à disposição para eventuais esclarecimentos pelo telefone (11) 5090-5100 ou pelo e-mail juridico@aeronautas.org.br.

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770 

Seguindo proposta do Ministério Público do Trabalho, o grupo de com representantes do SNA, da Azul Linhas Aéreas e da Anvisa realizou na terça-feira (7) a primeira reunião para tratar da questão da alimentação a bordo na companhia.

A formação do grupo e a realização de reuniões periódicas foram sugeridas pelo MPT para que que sejam identificados eventuais problemas e soluções alternativas até a instalação de fornos elétricos em todas as aeronaves —ou até que haja nova frota com fornos já instalados.

No encontro de terça, foram discutidas questões técnicas relacionadas às normas da Anvisa quanto à fabricação, ao transporte e ao armazenamento dos alimentos, além de comparados os atuais procedimentos da empresa com as previsões da CCT e a da Lei do Aeronauta.

Foi acordado que a Azul vai procurar modelos de hotbox que possuam um termômetro que possibilite a aferição da temperatura sem que a caixa térmica seja aberta, para que não haja perda de temperatura neste momento. A resposta sobre a possibilidade de adquirir essas hotboxes será dada na próxima reunião, que ocorrerá no início de setembro.

Ressaltamos que o SNA e a própria Anvisa já apontaram que a melhor solução para esse impasse é a instalação dos fornos em todas as aeronaves —além da apresentação de um cronograma para esta alteração na atual frota de aeronaves.

Fiquem atentos aos meios de comunicação do SNA para novidades sobre o assunto.

O departamento jurídico do SNA fica à disposição para eventuais esclarecimentos pelo telefone (11) 5090-5100 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região deu decisão favorável aos aeronautas em mais uma ação movida pelo Sindicato Nacional dos Aeronautas contra a BHS Táxi Aéreo, no processo que pede a aplicação dos reajuste nas diárias de alimentação e nas horas de voo não concedidos a partir de 1/12/2014, previstos na Convenção Coletiva de 2014/2015 e posteriores.

A empresa, em sua defesa, alegou que não realizou o devido reajuste porque realiza o pagamento com valor superior ao previsto no instrumento coletivo de trabalho.

Cabe destacar que a Convenção Coletiva de Trabalho elenca valores mínimos para pagamento, ou seja, se a empresa realiza um pagamento superior ao previsto na norma coletiva, isso  não exclui a obrigação de reajustar os valores nos percentuais acordados em novas Convenções Coletivas.

Desta forma, a juíza competente decidiu que são “procedentes os pleitos de aplicação dos reajustes às diárias de alimentação e às horas de voo, conforme as normas da categoria, nas parcelas vincendas; e o pagamento das diferenças retroativas, também nos termos da norma coletiva, constantes no item 1 e 2 do rol de pedidos, tudo conforme pleiteado.”

Com a decisão de primeira instância, a BHS terá que aplicar os devidos reajustes nas diárias e horas de voo desde 2014 até o presente momento para todos os fins remuneratórios, bem como deverá realizar o pagamento das diferenças resultantes do cálculo realizado com base nos reajustes não aplicados.

Veja a íntegra da decisão: https://bit.ly/2Agl7t8.

O departamento jurídico do SNA fica à disposição para eventuais esclarecimentos pelo telefone (11) 5090-5100 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O Sindicato Nacional dos Aeronautas informa aos comandantes da Azul Linhas Aéreas que, em caso de constatação de irregularidades com a alimentação a bordo, é possível procurar os escritórios da Anvisa nos aeroportos para fazer denúncias.

A questão da alimentação a bordo na Azul tem sido alvo de constantes reclamações por parte dos tripulantes e o SNA tem atuado na questão, junto ao Ministério Público do Trabalho, defendendo que sejam instalados fornos elétricos em todas as aeronaves.

Recentemente, comandantes precisaram atrasar voos da companhia por causa de problemas com a condição das refeições, visando a garantir a saúde e bem-estar da tripulação, e por isso foram convocados pela empresa para prestar esclarecimentos. 

Sobre essa conduta, a procuradora esclareceu que a empresa não pode advertir os seus comandantes da forma como fez, pois isso provoca o efeito negativo de inibir os mesmos e demais aeronautas de utilizarem seu direito e dever de zelar pelo bem-estar dos aeronautas que estejam exercendo suas funções a bordo da aeronave.

Assim, lembramos que os comandantes podem denunciar casos semelhantes ao SNA pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou fazer denúncia anônima ao MPT no link https://bit.ly/2FjtghO.

Por fim, reforçamos que, a pedido da própria Anvisa e do MPT, é recomendável que sempre seja procurada a agência de vigilância sanitária local do aeroporto em caso de irregularidades com as refeições a serem servidas a bordo.

Confira a ata da última audiência sobre o caso no MPT: https://bit.ly/2usY7Sz.

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770 

A Azul Linhas Aéreas abriu processo de seleção para contratação de comissários de voo que tenham fluência em espanhol e/ou inglês.

Os candidatos precisam ter idade mínima de 18 anos e certificados válidos (CMA, CCT, CHT).

Os interessados podem se candidatar acessando o link abaixo:

https://www.voeazul.com.br/conheca-a-azul/trabalhe-conosco/vagas-abertas

Obs.: O SNA apenas divulga vagas e não tem responsabilidade sobre as mesmas.

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770

Após questionamento do Sindicato Nacional dos Aeronautas sobre eventual cobrança de excesso de bagagem pela Latam Linhas Aéreas, a empresa informou que esta cobrança não se aplicará aos tripulantes.

De acordo com as denúncias encaminhadas ao SNA, os tripulantes (em serviço ou extra) que despachassem bagagem superior ao limite dos 23kg também seriam obrigados a pagar pelo peso excedente, de acordo com as políticas aplicáveis aos passageiros comerciais. Esta cobrança violaria o previsto na cláusula 3.6.5 da Convenção Coletiva da Aviação Regular.

Nosso departamento jurídico fica à disposição para eventuais esclarecimentos pelo telefone (11) 5090-5100 ou pelo email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Comandantes e copilotos que tenham interesse em trabalhar em diversas bases na Europa terão a oportunidade de participar do recrutamento da companhia aérea irlandesa Ryanair em agosto.

Podem se inscrever comandantes de B737 NG, B737 300-500 ou de outros equipamentos, além de copilotos de B737. 

O piloto que se enquadrar nas exigências deve enviar um e-mail ao Diretor de Recrutamento, Mark Duffy (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.), confirmando a data e horário que deseja fazer o simulador. 

O processo de recrutamento vem ocorrendo desde o mês de junho e ainda existem vagas a serem preenchidas nos slots de simulador.

Veja mais informações aqui.

O SNA não tem responsabilidade pelos termos do contrato e apenas repassa as informações das vagas disponíveis.

O Sindicato Nacional dos Aeronautas realizou nesta quarta (20) em São Paulo a assembleia para apreciação das contas do exercício financeiro de 2017. 
 
Os associados aprovaram o relatório de atividades da diretoria, o balanço do exercício financeiro e patrimonial comparado, relativos ao exercício de 2017, acompanhados dos pareceres do Conselho Fiscal. 
 
O SNA reportou um superávit de 13,4% em relação a sua receita total e uma evolução do valor em caixa de 2013 até 2017 de 555%, o que reflete o engajamento forte da categoria e a correta e responsável gestão dos recursos financeiros.
 
O SNA está aberto e disponível para esclarecimentos presencialmente ou no e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..
 
Venha conhecer mais de perto o trabalho do SNA. Participe conosco desta história.
Via Whatsapp: 21 98702-6770

A Anac abriu no último dia 6 as inscrições para o prêmio InovANAC Safety Operador Aéreo Edição 2018, que tem como objetivo estimular a inovação na aviação civil e disseminar boas práticas entre operadores aéreos.

Acesse a página do prêmio e confira todas as orientações e o regulamento: https://bit.ly/2LAHI4B.

As inscrições devem ser feitas até o dia 26 de outubro.

O SNA enviou ofícios aos aeroportos de Maringá e Joinville solicitando a regularização dos procedimentos de liberação dos tripulantes na área de embarque, quando no uso do Passe Livre. Antes, um ofício também já havia sido enviado ao Aeroporto de Londrina pelo mesmo motivo.
 
O sindicato recebeu denúncias de que, nestes aeroportos, os aeronautas estão sendo impedidos de entrar no setor de embarque quando não possuem em mãos o cartão de embarque.
 
Ocorre que dentre as regras de utilização do Passe Livre não há a obrigatoriedade do cartão de embarque.  
 
Tripulantes devidamente uniformizados e identificados podem ter total acesso ao setor de embarque, independentemente deste documento, sendo este o procedimento adotado por todos os aeroportos do país.
 
A Resolução 207 da Anac, no item “autorização para tripulantes”, também prevê que os tripulantes podem ser incluídos como pessoas autorizadas.
 
Desta forma, o SNA aguarda a regularização da situação o mais breve possível.
 
O departamento jurídico do SNA fica à disposição para eventuais esclarecimentos pelo telefone (11) 5090-5100 ou pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O Sindicato Nacional dos Aeronautas esteve reunido nesta quarta-feira (23) com a direção da Latam Cargo para apresentar à companhia pontos discutidos pelos tripulantes em assembleia realizada no último dia 17 sobre um eventual Acordo Coletivo de Trabalho.

A Latam Cargo se comprometeu a fazer uma análise das informações apresentadas e fazer uma proposta formal para um acordo nas próximas semanas.

Assim que houver tal proposta, o SNA irá convocar os aeronautas para deliberação ―lembramos que o ACT precisa necessariamente ser votado e aprovado pelos tripulantes em assembleia específica para este fim.

Por fim, ressaltamos que os tópicos apresentados na assembleia do último dia 17 não configuraram uma proposta da Latam Cargo, mas, sim, os temas que foram discutidos em reunião entre a empresa e o sindicato.

Fiquem atentos aos nossos meios de comunicação para novidades sobre o caso.

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770