Em reunião realizada na quarta-feira (7), a Azul Linhas Aéreas informou ao SNA que até o final do mês de fevereiro fará a instalação de fornos em todas as aeronaves A320Neo. Assim, nos voos realizados nestes equipamentos, serão servidas refeições quentes. 

Em relação as aeronaves Embraer 190/195 e ATR, a empresa informou que não há possibilidade de instalação de fornos, razão pela qual as partes decidiram cessar as negociações e manter as tratativas apenas no inquérito civil instaurado no Ministério Público do Trabalho de Campinas.

O SNA ressalta que defende a instalação dos fornos em toda a frota da empresa, para que definitivamente o problema seja solucionado.

Solicitamos aos tripulantes que continuem reportando quaisquer irregularidades ao SNA por meio do e-mail juridico@aeronautas.org.br ou pelo telefone 11 5531-0318.

O Sindicato Nacional dos Aeronautas fez denúnica ao MPF (Ministério Público Federal) sobre ameaças sofridas por aeronautas que atuam em serviços aeroagrícolas na região de Catanduva-SP.

As ameaças foram publicadas em rede social, onde é alegado que a operação dos aviões agrícolas causa prejuízos à criação de abelhas ― as aeronaves operam na pulverização das lavouras de cana-de-açúcar da região.

A página incentiva os seguidores do perfil a praticarem atos violência contra os aviões. Usuários chegam a escrever que "tem que dar tiro de 12" e que "tem que derrubar mesmo".

O Sindag (sindicato patronal da aviação agrícola) já registou inclusive Boletim de Ocorrência relatando as ameaças.

O SNA fica à disposição dos aeronautas caso existam novas ameaças ou fatos relacionados ao tema.

Em caso de dúvidas, entrem em contato com o departamento jurídico do SNA por meio do e-mail juridico@aeronautas.org.br ou pelo telefone 11 5531-0318.

Em reunião realizada nesta quinta-feira (18), a diretoria da Gol mostrou disposição para promover a construção, juntamente com o SNA e os tripulantes, de um plano de carreira que abarcaria as três funções (comandantes, copilotos e comissários).

Além disso, também foram tratados temas como uma eventual reestruturação da política de remuneração, a possibilidade de agilizar as promoções dos copilotos e outras possíveis melhorias para todo o grupo.

A negociação está sendo feito juntamente com a discussão sobre pagamento do tempo de solo entre etapas de uma mesma jornada e da remuneração de simulador, previstos na Nova Lei do Aeronauta mas que foram postergados pela CCT e entram em vigor no dia 1º de março de 2018.

Uma nova reunião entre o SNA e a companhia ficou agendada para o dia 31 de janeiro.

A intenção é que uma proposta possa ser oficialmente apresentada e levada pelo SNA para a apreciação dos aeronautas em uma assembleia antes de 1º de março, já que nesta data, conforme prevê a CCT, entram em vigor os itens da nova lei que tratam do tempo de solo entre etapas e da remuneração de simulador.

Ressaltamos, por fim, que apesar de a empresa mostrar disposição para negociação, a companhia deixou claro que por se tratarem de mudanças de  longo prazo com custos, é necessário fazer estudos e obter aprovação de seu conselho.

Fiquem atentos aos nossos meios de comunicação para o desenrolar das discussões sobre o tema.

O SNA solicita aos tripulantes beneficiários da ação contra a empresa Whitejets que enviem sua documentação até o prazo máximo de 19 de janeiro de 2018, de forma que o processo possa ser liquidado.

Todos os tripulantes da Whitejets que trabalharam nos anos de 2008 a 2013, associados e não-associados, podem apresentar contracheques, escalas e registro da carteira de trabalho (registro do contrato de trabalho com as datas de admissão e saída). 

Pedimos que os documentos sejam encaminhados para o e-mail publicacoes@aeronautas.org.br, informando também o nome completo do tripulante e um telefone para contato.

Os documentos serão utilizados para cálculo dos pagamentos de diárias de alimentação, cestas básicas, multa de 20% sobre salários atrasados, compensação orgânica e seus reflexos. 

Lembramos que aqueles que não enviarem a documentação até o dia 19 de janeiro comprometerão o recebimento dos valores devidos nos autos do processo nº 0010921-03.2013.5.01.0004.

Em caso de dúvidas, entrem em contato com o departamento jurídico do SNA por meio do e-mail juridico@aeronautas.org.br ou pelos telefones 21 3916-3800 e 11 5531-0318.

A 59ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro liberou os alvarás para o pagamento de verbas relativas ao FGTS a tripulantes dispensados pela empresa Atlas Táxi Aéreo a partir de dezembro de 2017, após deferimento do pedido feito pelo Sindicato Nacional dos Aeronautas em ação coletiva contra a empresa.

Aqueles que informaram seus dados ao SNA, conforme solicitado, irão receber os alvarás no endereço de e-mail usado para o contato com o sindicato ou podem retirar pessoalmente nas sedes do SNA em São Paulo e no Rio de Janeiro — ou então podem informar um e-mail para recebimento enviando mensagens para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Histórico

Em agosto de 2017, após dispensar os aeronautas, a empresa alegou em audiência de mediação na procuradoria do trabalho do Município de Cabo Frio-RJ que não teria condições de arcar com as verbas rescisórias ―solicitou a homologação sem o pagamento de todas as verbas. 

Ao término da audiência, ficou acertado que o SNA entraria com processo para liberação do FGTS e seguro desemprego desses funcionários, que estavam desamparados pela empresa desde agosto de 2016, sem receber suas verbas rescisórias. 

Ainda em agosto de 2017, foi realizada uma assembleia, com a presença de muitos aeronautas da empresa. O advogado do SNA deu todas as explicações de como seria a ação para antecipação desses recursos e informou também o sindicato entraria com uma outra ação para pleitear reparação para as demais irregularidades. 

Após ter entrado com a ação no MPT do Rio de Janeiro, no início de setembro, o SNA esteve praticamente todas as semanas despachando com a juíza da 59ª Vara do Trabalho, tentando acelerar o processo, sempre explicando a situação precária daqueles trabalhadores, além da dificuldade de conseguir as documentações junto à empresa, para dar continuidade ao processo. 

Foram muitos dias de trabalho intenso para, nesta data, os aeronautas terem a notícia de que finalmente os alvarás foram expedidos.

O departamento jurídico do SNA fica à disposição para o esclarecimento de dúvidas por meio do telefone (21) 3916-3800.

CLIQUE AQUI PARA VER O ALVARÁ: http://www.aeronautas.org.br/images/Alvara_Atlas_FGTS.pdf

A diretoria da Gol Linhas Aéreas se reuniu na terça-feira (12) com os copilotos da empresa para debater temas de interesse dos tripulantes que integram a função.

A companhia apresentou suas projeções de crescimento e ouviu as reivindicações dos copilotos, que pleiteiam definições quanto a oportunidades de progressão na carreira e o realinhamento salarial para redução da defasagem em relação à remuneração dos comandantes.

A Gol informou que prevê uma redução no ritmo de promoções, motivo pelo qual a empresa pretende trabalhar em conjunto com o SNA e a Asagol visando a identificação de oportunidades que permitam atender da melhor forma o pleito dos copilotos.

Para isso, será estabelecido um cronograma de trabalho para 2018, com reuniões periódicas entre sindicato, associação e empresa —a primeira delas deve ser realizada em janeiro.

O SNA manterá todos informados. Fiquem atentos a nossos meios de comunicação.

O Sindicato Nacional dos Aeronautas e o Sneta (Sindicato Nacional das Empresas de Táxi Aéreo) assinaram no último dia 17 de novembro a CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) da categoria para 2015/2017, após aprovação em assembleia.

Com isso, está aberto a partir desta terça-feira, dia 28 de novembro, o prazo de dez dias para aqueles que desejam apresentar carta de oposição ao desconto da contribuição assistencial em folha (valor de duas diárias de alimentação, em uma parcela no mês de novembro – folha de dezembro).

O prazo vai, desta forma, de 28 de novembro até 7 de dezembro.

A carta, escrita de próprio punho, deve ser entregue pessoalmente, em duas vias, em uma das representações do SNA, das 9h às 18h. Atenção: não é possível enviar a carta nem por correio e nem por e-mail.

Veja a íntegra da CCT de Táxi Aéreo 2015/2017: http://www.aeronautas.org.br/images/CCT_TAXI_AEREO_2015_2017.pdf.


Confira abaixo os endereços dos escritórios regionais do SNA

São Paulo:
Av. Washington Luis, 6817
Sala 101 Congonhas
Tel: (11) 5531-0318

Rio de Janeiro:
Av. Franklin Rosevelt, 194
Salas 802/803 Centro
Tel: (21) 3916-3800

Demais escritórios:
http://www.aeronautas.org.br/index.php/institucional/escritorios-regionais.html

Diante de diversas denúncias recebidas sobre dificuldades para que os aeronautas acessem as salas VIPs da American Express, o SNA se reuniu com a empresa com a qual tem parceria para questionar sobre o problema.

A empresa com a qual temos parceria representa o Bradesco, administrador no Brasil do cartão American Express. Segundo a empresa, a American Express decidiu parar de flexibilizar o procedimento para os aeronautas, que até então podiam apresentar suas escalas de voo, e aderir ao que consta no contrato dos cartões, exigindo a apresentação do cartão Amex, de identidade e do cartão de embarque.

Como bem sabemos, porém, os aeronautas quando estão em trabalho não possuem cartão de embarque. Sendo assim, estão sendo impedidos de entrar as salas.

O SNA ressalta que está em busca de uma solução para a questão e que aguarda um retorno da empresa parceira para breve.

Em caso de dúvidas, entrem em contato com o departamento jurídico do SNA por meio do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo telefone 11 5531-0318.

Diante da negativa da Minas Helicópteros em negociar um acordo coletivo de trabalho para seus instrutores de voo, o Sindicato Nacional dos Aeronautas ajuizou uma ação coletiva contra a instituição.

O SNA vem adotando uma postura de buscar a via do diálogo e da construção de consenso com as escolas e aeroclubes, para regularizar e qualificar a relação de emprego por intermédio da negociação em primeiro lugar —15 acordos coletivos para instrutores de voo já foram assinados desde março deste ano e dezenas estão em negociação.

Porém nem sempre as escolas têm interesse nesse ajuste, que depende de comum acordo, e esbarramos na intransigência de instituições.

No processo são pleiteados:

- Realização e/ou regularização das anotações na carteira de trabalho;
- Pagamento das diferenças salariais devidas, tendo como base o piso da categoria;
- Adicional de periculosidade;
- Adicional noturno;
- Pagamento especial decorrente do trabalho aos domingos e feriados;
- Respeito aos limites de jornada;
- Reembolso do CMA e CHT;
- Diárias de alimentação;
- Seguro de vida;
- Cesta básica.

O SNA continuará trabalhando para a regularização dos contratos de trabalho em todos os aeroclubes e escolas de aviação do Brasil, de acordo com a previsão da lei específica da categoria de aeronautas.

Todos os aeronautas que tenham conhecimento de irregularidades que afetem os instrutores de voo de qualquer escola ou aeroclube do país podem fazer denúncias pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo telefone 5531-0318 ramal 101.

O Sindicato Nacional dos Aeronautas finalizou nesta segunda-feira (6) um ACT (Acordo Coletivo de Trabalho) para os instrutores de voo da Aerocon Escola de Aviação, de Curitiba, após aprovação dos termos pelos trabalhadores em assembleia.

Esse é o 15º acordo finalizado pelo SNA com escolas e aeroclubes para a regularização das relações de trabalho dos instrutores de voo e a primeira escola no estado do Paraná, reafirmando a condição desses profissionais de aviação na categoria de aeronautas.

O acordo com a Aerocon, entre outras coisas:

- Remuneração mínima fixa e adicional por hora;
- Adicional noturno e de periculosidade;
- Vale alimentação;
- Seguro de vida;
- Limites de jornada de trabalho e de horas de voo;
- Repouso mínimo e garantia mínima de oito folgas mensais;
- Garantia de emprego aos acidentados;
- Custeio de revalidações de CMA e CHT.

O SNA ressalta que continuará trabalhando para a regularização de todos os aeroclubes e escolas de aviação do Brasil.

Lembramos por fim que os aeronautas podem e devem denunciar quaisquer irregularidades por meio do e-mail do Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Contamos com a participação de todos.

Em assembleia realizada na segunda-feira (30), ex-tripulantes da Rio Linhas Aéreas deliberaram por aceitar a proposta de acordo oferecida pela empresa na ação contra a redução de força de trabalho iniciada em 2015. Os acordos, conforme o aprovado pelos aeronautas, seriam individuais. O resultado da assembleia será levado ao juízo para confirmação.

A assembleia serviu para esclarecer dúvidas e prestar informações quanto aos cálculos de média salarial. Diante destas informações, os presentes decidiram aceitar a proposta.

Ficou definido também que o montante devido a cada aeronauta poderá ser pago em até três vezes.

O SNA esclarece, por fim, que os acordos individuais valerão somente para aqueles que aceitaram a proposta. A ação coletiva prossegue para aqueles que não possuem interesse no acordo oferecido.

Em caso de dúvidas, o departamento jurídico do SNA fica à disposição pelo e-mail juridico@aeronautas.org.br ou pelo telefone 11 5531-0318 ramal 101.

O evento “Aviadoras, o Reencontro”, realizado no último sábado (28), no auditório da Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo, com patrocínio do SNA, reuniu mulheres piloto de todo o país e foi um grande sucesso, com 210 participantes.

O ciclo de palestras teve intensa troca de experiências e durou o dia todo, das 8h às 19h.

O SNA agradece a todas que estiveram presentes e espera que eventos como este possam ser cada vez mais constantes no país.