Ministro do TST faz proposta para a renovação da CCT de Táxi Aéreo

Fonte
  • Menor Pequena Medium Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Foi realizada nesta quinta-feira (30) audiência de mediação no TST (Tribunal Superior do Trabalho), em Brasília, para a renovação da CCT (Convenção coletiva de Trabalho) de Táxi Aéreo —a data-base da categoria venceu em 1º de dezembro de 2014. Participaram o SNA, os sindicatos dos aeroviários e o sindicato patronal (Sneta).

Diante do impasse nas negociações com as empresas, que até então tinham proposta de 0% de reajuste, mesmo após diversas rodadas de negociação, o vice-presidente do TST, ministro Ives Gandra Martins Filho, formulou proposta com os seguintes pontos principais:

1. Reajuste linear de 3,17% sobre salários de dezembro de 2014, aplicado retroativamente a 1º de julho de 2015;

2. Reajuste pelo INPC integral dos demais benefícios previstos nas cláusulas econômicas das CCTs, retroativo a 1º de dezembro de 2014;

3. Abono salarial no valor de R$ 1.800,00 para os aeronautas, pago em duas parcelas nos meses de setembro e novembro de 2015;

4. Garantia de acomodações individuais, independentemente do valor das diárias;

5. Normas para o caso de necessidade de redução da força de trabalho.

Apesar de termos ciência da fragilidade da proposta, o SNA firmou compromisso junto à vice-presidência do TST de convocar assembleia para a deliberação da categoria. Uma assembleia será convocada em breve e a resposta deverá ser dada ao TST até o dia 18 de agosto.

Caso a proposta seja aprovada, será marcada uma nova audiência no TST para a assinatura da Convenção Coletiva.

CLIQUE ABAIXO PARA VER A ATA COMPLETA DA MEDIAÇÃO NO TST

Ata_Mediacao_CCT_Taxi_TST

Ata_Mediacao_CCT_Taxi_TST_2

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS