Em assembleia realizada no último dia 14 de agosto, em Campinas, o SNA prestou esclarecimentos aos tripulantes da Azul Linhas Aéreas sobre diversas demandas do grupo com relação à companhia. Veja abaixo os principais pontos:

1. Escala planejada x executada

Os tripulantes rejeitaram em fevereiro de 2019 a proposta de acordo feita pela empresa. Diante da negativa dos aeronautas, o SNA ingressou com ação de produção antecipada de provas, solicitando que a empresa promova a juntada de documentos que possibilitem averiguar as diferenças entre as escalas publicada e executada nos últimos cinco anos. Na sentença, o juízo fundamenta que "os ônus impostos à parte autora com o advento da Lei 13.467/2017 vieram justamente para reduzir o número de ações trabalhistas propostas de modo irresponsável, pois não tinha qualquer custo ou ônus. Assim, se a parte autora entende que há probabilidade de direitos decorrentes do contrato de trabalho, deve arcar com o risco do processo e não imputar tal risco à sociedade em geral com as despesas judiciais decorrentes. Pelo exposto, faltam condições e pressupostos processuais à presente ação, razão pela qual julgo extintos os pedidos sem resolução do mérito, nos termos do artigo 485, inciso IV, do Código de Processo Civil."

Sendo que o processo foi julgado improcedente, o SNA apresentou recurso ordinário com o objetivo de reverter a decisão. Paralelamente, o SNA reabriu as negociações com a empresa para a discussão de uma nova proposta de acordo.

Veja a integra da decisão: https://bit.ly/2KU9NoW.

2. Alteração dos parâmetros para registro do início do horário de voo

Recentemente, a Azul fez uma alteração da forma de registro do horário de saída do voo, considerando, além da porta fechada e do parking brake OFF, o início da movimentação da aeronave, conforme determina a legislação. Ocorre que, em alguns casos, o registro do horário de saída se deu somente quando a aeronave iniciou o taxiamento para decolagem, desconsiderando o início do push-back. O SNA entrou em contato com a empresa, que reconheceu a falha e informou que já está buscando solucionar a questão. Caso os tripulantes notem que há discrepâncias no registro dos horários de saída, a orientação é para que seja feito o devido apontamento no diário de bordo, bem como seja encaminhado um relatório para que a diretoria de operações efetue as correções.

Veja o oficio encaminhado para empresa: https://bit.ly/2KO0wOU.

3. Contratações diretas de comandantes da Latam

Segundo a Azul, ocorreram 70 contratações de comandantes oriundos da Avianca e um caso de contratação de comandante proveniente da Latam. Vale lembrar que uma proposta foi elaborada pela categoria em fevereiro desse ano, mas foi rejeitada pela empresa.

4. Acordo coletivo de trabalho

O SNA informou que está em tratativa com a empresa para a construção de uma proposta de acordo coletivo de trabalho versando exclusivamente sobre as demandas do grupo. Está sendo debatida a possibilidade de base virtual, de escala casada e outros temas. É importante ressaltar que  ainda não existe nenhuma proposta e que uma assembleia terá que ser convocada sobre esse item.

O SNA continuará acompanhando estes temas de perto e pede aos tripulantes que enviem relatos sobre novas ocorrências.

O SNA permanece à disposição para dúvidas e quaisquer outras orientações pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., pelo telefone 11 5090-5100 ou pelo Whatsapp 11 95375-0095 (somente para associados).

A Gol Linhas Aéreas informou aos tripulantes que, devido à migração do sistema DCS, a emissão de passes CAT II via mobile vem sofrendo impactos e será descontinuada por um breve período até a normalização da migração.

Como alternativa para as reservas, a empresa pede que sejam usados os totens, o check-in ou os D.O.s. Todos os funcionários foram instruídos e já possuem as senhas necessárias para a emissão dos passes, segundo comunicado interno.

Conforme contato com o piloto chefe da Gol, comandante Burg, a migração de sistema é complexa, podendo haver problemas no início, porém em breve a situação estará normalizada —em caso de dificuldade, a chefia pode ser imediatamente contatada.

A Gol informa que a questão deverá estar solucionada até o dia 22 de agosto.

No dia 19 de agosto de 1947 foi realizado o primeiro voo de aeronave na proteção à produção agrícola no Brasil. O responsável pelo voo pioneiro foi o comandante Clóvis Candiota, a bordo de um Muniz M9, em Pelotas (RS).

Parabéns a todos os pilotos agrícolas do Brasil!

Lembramos também que, recentemente, os pilotos agrícolas aprovaram, em assembleia promovida pelo SNA, a nova Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, com avanços como não permitir que os recolhimentos do FGTS sejam descontados do PLR, permitir o pagamento mensal de vale-alimentação e a inclusão de cláusula que trata do Fundo de Auxílio Mútuo dos Pilotos Agrícolas.

Também recentemente foi feita eleição do representante sindical dos pilotos agrícolas, em que o comandante Ricardo Morandini foi o escolhido.

Além disso, durante o Congresso da Aviação Agrícola, o SNA lançou oficialmente o FAM –  Fundo de Auxílio Mútuo dos Pilotos Agrícolas, que tem como objetivo prestar auxílio financeiro aos associados nos casos de afastamento permanente (perda de CMA) ou morte. Saiba mais em: https://bit.ly/2OKtAwa.


dia aviacao agricola2019

A Azul Linhas Aéreas está com vagas abertas para comissários(as) de voo.

Para se candidatar, acesse o link https://bit.ly/2Jcy8F3.

Qualificações:

- Ensino médio completo;
- CMA válido;
- CCT ou CHT emitidos pela Anac;
- Idioma inglês ou espanhol nível intermediário;
- Ter nacionalidade brasileira.

Obs.: O SNA apenas divulga vagas e não tem responsabilidade pela seleção.

Para facilitar ainda mais a vida dos associados, agora é possível fazer adesão ao curso on-line de inglês oferecido pelo SNA de forma totalmente remota e on-line.

Basta acessar o Portal do Associado (com login e senha) e clicar em “Serviços SNA” e depois em “Loja de Serviços”. Acesse: https://portal.aeronautas.org.br

As mensalidades são de apenas R$ 50 mensais.

Saiba mais:

Com duração de um ano, os cursos (um para pilotos e outro para comissários) têm o objetivo de aprimorar e capacitar o aeronauta na língua estrangeira, com enfoque na aprovação da avaliação de Proficiência Linguística da ICAO para os pilotos, assim como dar treinamento técnico e boa desenvoltura em entrevistas de emprego em empresas estrangeiras. 

Sob coordenação da professora Aline Chelfo, especialista em inglês aeronáutico, os matriculados terão acesso a provas simuladas, material de estudos em PDF, exercícios extras, aulas ao vivo semanais via streaming, plantão de dúvidas e suporte ilimitado prestado pela equipe de educadores da plataforma.

As aulas são transmitidas pela internet, e os alunos podem assistir ao conteúdo quantas vezes desejarem pelo prazo de 12 meses, a contar da data de matrícula.

Cursos de inglês do SNA para comissários e pilotos
Duração: 12 meses 
Valor: R$ 50 por mês (R$ 600 no total)
Formas de pagamento: à vista (R$ 600), 12x de R$ 50 no boleto/DDA (débito direto autorizado) ou em até 3 vezes no cartão de crédito.
Público: pilotos (Curso ICAO na Proa) e comissários (Curso Inglês a Bordo)

Matrículas abertas! 

Tel.: (11) 5090-5100 (Ramal 1081)
WhatsApp: (11) 98687-0052
E-mail: icao.treinamento@aeronautas.org.br
Horário de atendimento: de segunda a sexta, das 9h às 18h 

O SNA participou nesta quinta-feira (15) da segunda reunião com a Gol Linhas Aéreas para o desenvolvimento de um plano de carreira para os tripulantes e levou à companhia diversas sugestões enviadas pelos aeronautas.

O encontro teve a presença do representante sindical comandante Rodrigo Spader e do departamento jurídico do SNA, além dos tripulantes sorteados pela Gol para auxiliar na construção do plano. São eles: o comandante Robert Alexander, o copiloto Thiago Abdala, a chefe de cabine Rejane Aparecida e o comissário Gabriel Pronin.  

Tanto os tripulantes como o SNA ressaltaram que a categoria anseia, através do plano, reconhecimento financeiro e social e crescimento profissional, especialmente para aqueles que estão há mais tempo na empresa.

Foram debatidos exemplos de como este reconhecimento poderia ser feito, com a Gol se comprometendo a estudar os pontos apresentados.

Por parte da companhia, participaram representantes dos departamentos de Gente e Cultura, Jurídico, Operações e Comunicação Interna.

A próxima reunião está marcada para o dia 21 de agosto, quando  a empresa apresentará uma estrutura inicial para o plano.

Lembramos mais uma vez que a participação do grupo é essencial. Para aqueles que desejam dar sugestões e tirar dúvidas, o SNA disponibiliza um e-mail específico: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Fiquem atentos a nossos meios de comunicação para novidades sobre o tema.  

O departamento jurídico do SNA fica à disposição para esclarecimentos pelo telefone (11) 5090-5100, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo Whatsapp 11 95375-0095 (somente para associados).

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store

O deputado Lucas Gonzalez (NOVO/MG) apresentou, nesta quarta-feira (14), parecer contrário ao Projeto de Lei 1458/2015 na CVT (Comissão de Viação e Transportes).

Este projeto de lei trata da obrigatoriedade de instalação de câmeras de vídeo em aeronaves comerciais —está apensado a ele outro projeto, o PL 2602/2015, que trata especificamente da obrigatoriedade de instalação de câmeras de vídeo nas cabines de comando das aeronaves.

Ainda não há data para que o parecer do relator seja levado a votação na CVT, mas caso a comissão acompanhe o voto de Gonzalez pela rejeição do projeto, ele será arquivado.

Em 2017, por ocasião da proposta feita pela Icao (Organização da Aviação Civil Internacional) para a adoção de câmeras nas cabines de comando, o SNA, ssim como o Cenipa e Anac, se colocaram contrários à recomendação.

A Ifalpa (International Federation of Air Line Pilots Association) também apresentou diversos argumentos contrários à proposição.

Veja a nota de posicionamento do SNA sobre o assunto: https://bit.ly/2YZzxFi.

O SNA continuará acompanhando a tramitação do projeto de lei na Câmara, de forma a defender os interesses da categoria. Fiquem atentos a nossos meios de comunicação para novidades sobre o tema.

EDITAL CONVOCATÓRIO DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

O Sindicato Nacional dos Aeronautas - SNA, nos termos do seu Estatuto Social, por seu Diretor Presidente, ao final assinado, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo disposto no artigo 27, alínea “a”, combinado com os artigos 20, 21 §4º, 22 caput e §2º, 24, 25 “c ” e parágrafo único, “b”, 30 caput e §2 e 3º e 31, §1 º, todos do referido Estatuto Social e observados os demais requisitos estatutários e legais, convoca os pilotos do Aeroclube de Erechim, a participarem da Assembleia Geral Extraordinária, que será realizada no dia 19 de Agosto de 2019, às 10h30, em primeira convocação, e às 11h00, em segunda e última convocação, na Sede da Empresa, localizada na Rua Delmar Luiz Rigoni, nº 255, Bairro Aeroporto, Erechim, para seguinte ordem do dia: a) esclarecimentos e deliberação sobre proposta de renovação do Acordo Coletivo de Trabalho.

São Paulo, 14 de agosto de 2019.

Ondino Dutra Cavalheiro Neto
Diretor Presidente