O Sindicato Nacional dos Aeronautas lamenta profundamente a morte do comandante Daniel Barbosa Bonfim, ocorrida na segunda-feira (19), em São Paulo. Em nome da categoria, o SNA se solidariza com familiares e amigos e expressa suas condolências.

Bonfim, que estava com 86 anos, teve atuação destacada como associado e como dirigente do SNA desde os anos 1950 até a década de 1990.

Comandante da Varig e depois da Vasp, chegou a ser eleito presidente do SNA, democraticamente, em 1975. Porém não chegou a exercer o mandato já que pouco depois de empossado foi preso pela ditadura militar.

Participou das lutas pela aposentadoria especial e pela primeira regulamentação da profissão de aeronauta. A aposentadoria foi sancionada em dezembro de 1958, e a regulamentação, em maio de 1961.

Participou dos movimentos de paralisações e greves dos tripulantes em 1985, 1987 e 1988 por melhorias nas condições de trabalho e manteve-se ativo no movimento político-sindical até meados dos anos 90, sempre ao lado do SNA.

Recentemente, participou do projeto Memória SNA e esteve na sede São Paulo para receber uma homenagem e contar um pouco de sua história, ao lado de sua esposa, Rita Valéria Bonfim, que foi comissária e também teve participação ativa no SNA.

“O comandante Bonfim era nosso associado mais antigo e certamente marcou a história do SNA e da aviação brasileira com todos esses anos de luta pela categoria. Em nome de todos os aeronautas, agradecemos e prestamos nossa reverência”, afirma o presidente do SNA, comandante Ondino Dutra.

DANIEL BARBOSA BONFIM

entrega placa bonfim

Na segunda-feira (19), o SNA finalizou mais uma renovação de Acordo Coletivo de Trabalho para instrutores de voo, desta vez para o Aeroclube de Erechim, após aprovação dos termos pelos trabalhadores.

Com isso, o sindicato reforça e mantém a atuação para a regularização dos contratos de trabalho dos instrutores de voo de todo o Brasil.

As renovações dos acordos coletivos reafirmam a condição desses profissionais da aviação como pilotos de aeronaves, conforme estipula a lei 13.475/17.

O SNA já renovou os acordos com:

- Aeroclube de Blumenau;
- Aeroclube de Carazinho;
- Aeroclube de Eldorado do Sul;
- Aeroclube do Espírito Santo;
- Aeroclube de Santa Cruz;
- Aeroclube do Rio Grande do Sul;
- Floripa Flight Escola;
- Realizar Escola de Aviação Civil;
- EPA – Escola Paranaense de Aviação;
- Aces High Escola de Aviação;
- Aeroclube de Maringá;
- Aeroclube do Espirito Santo;
- Fly Eagle Escola de Aviação;
- EFA Escola de Aviação;
- Aeroclube de Ponta Grossa;
- MG Escola de Aviação Civil;
- Aeroclube de Erechim.

Confira a lista de aeroclubes e escolas recomendados pelo SNA para o ensino prático de pilotos e que já regularizaram os contratos de trabalho: https://goo.gl/9G64Dg.

Lembramos, por fim, que os aeronautas podem e devem denunciar quaisquer irregularidades por meio do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O Sindicato Nacional dos Aeronautas informa que o escritório de Brasília excepcionalmente não funcionará até o dia 22 de agosto.

O expediente em Brasília voltará ao normal no dia 23 de agosto, após as 13h.

Em caso de necessidade, por favor entrar em contato com qualquer uma das outras sedes, subsedes e escritórios do SNA.

Veja endereços e telefones: https://goo.gl/lce2F7.

Em assembleia realizada no último dia 14 de agosto, em Campinas, o SNA prestou esclarecimentos aos tripulantes da Azul Linhas Aéreas sobre diversas demandas do grupo com relação à companhia. Veja abaixo os principais pontos:

1. Escala planejada x executada

Os tripulantes rejeitaram em fevereiro de 2019 a proposta de acordo feita pela empresa. Diante da negativa dos aeronautas, o SNA ingressou com ação de produção antecipada de provas, solicitando que a empresa promova a juntada de documentos que possibilitem averiguar as diferenças entre as escalas publicada e executada nos últimos cinco anos. Na sentença, o juízo fundamenta que "os ônus impostos à parte autora com o advento da Lei 13.467/2017 vieram justamente para reduzir o número de ações trabalhistas propostas de modo irresponsável, pois não tinha qualquer custo ou ônus. Assim, se a parte autora entende que há probabilidade de direitos decorrentes do contrato de trabalho, deve arcar com o risco do processo e não imputar tal risco à sociedade em geral com as despesas judiciais decorrentes. Pelo exposto, faltam condições e pressupostos processuais à presente ação, razão pela qual julgo extintos os pedidos sem resolução do mérito, nos termos do artigo 485, inciso IV, do Código de Processo Civil."

Sendo que o processo foi julgado improcedente, o SNA apresentou recurso ordinário com o objetivo de reverter a decisão. Paralelamente, o SNA reabriu as negociações com a empresa para a discussão de uma nova proposta de acordo.

Veja a integra da decisão: https://bit.ly/2KU9NoW.

2. Alteração dos parâmetros para registro do início do horário de voo

Recentemente, a Azul fez uma alteração da forma de registro do horário de saída do voo, considerando, além da porta fechada e do parking brake OFF, o início da movimentação da aeronave, conforme determina a legislação. Ocorre que, em alguns casos, o registro do horário de saída se deu somente quando a aeronave iniciou o taxiamento para decolagem, desconsiderando o início do push-back. O SNA entrou em contato com a empresa, que reconheceu a falha e informou que já está buscando solucionar a questão. Caso os tripulantes notem que há discrepâncias no registro dos horários de saída, a orientação é para que seja feito o devido apontamento no diário de bordo, bem como seja encaminhado um relatório para que a diretoria de operações efetue as correções.

Veja o oficio encaminhado para empresa: https://bit.ly/2KO0wOU.

3. Contratações diretas de comandantes da Latam

Segundo a Azul, ocorreram 70 contratações de comandantes oriundos da Avianca e um caso de contratação de comandante proveniente da Latam. Vale lembrar que uma proposta foi elaborada pela categoria em fevereiro desse ano, mas foi rejeitada pela empresa.

4. Acordo coletivo de trabalho

O SNA informou que está em tratativa com a empresa para a construção de uma proposta de acordo coletivo de trabalho versando exclusivamente sobre as demandas do grupo. Está sendo debatida a possibilidade de base virtual, de escala casada e outros temas. É importante ressaltar que  ainda não existe nenhuma proposta e que uma assembleia terá que ser convocada sobre esse item.

O SNA continuará acompanhando estes temas de perto e pede aos tripulantes que enviem relatos sobre novas ocorrências.

O SNA permanece à disposição para dúvidas e quaisquer outras orientações pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., pelo telefone 11 5090-5100 ou pelo Whatsapp 11 95375-0095 (somente para associados).

A Gol Linhas Aéreas informou aos tripulantes que, devido à migração do sistema DCS, a emissão de passes CAT II via mobile vem sofrendo impactos e será descontinuada por um breve período até a normalização da migração.

Como alternativa para as reservas, a empresa pede que sejam usados os totens, o check-in ou os D.O.s. Todos os funcionários foram instruídos e já possuem as senhas necessárias para a emissão dos passes, segundo comunicado interno.

Conforme contato com o piloto chefe da Gol, comandante Burg, a migração de sistema é complexa, podendo haver problemas no início, porém em breve a situação estará normalizada —em caso de dificuldade, a chefia pode ser imediatamente contatada.

A Gol informa que a questão deverá estar solucionada até o dia 22 de agosto.

No dia 19 de agosto de 1947 foi realizado o primeiro voo de aeronave na proteção à produção agrícola no Brasil. O responsável pelo voo pioneiro foi o comandante Clóvis Candiota, a bordo de um Muniz M9, em Pelotas (RS).

Parabéns a todos os pilotos agrícolas do Brasil!

Lembramos também que, recentemente, os pilotos agrícolas aprovaram, em assembleia promovida pelo SNA, a nova Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, com avanços como não permitir que os recolhimentos do FGTS sejam descontados do PLR, permitir o pagamento mensal de vale-alimentação e a inclusão de cláusula que trata do Fundo de Auxílio Mútuo dos Pilotos Agrícolas.

Também recentemente foi feita eleição do representante sindical dos pilotos agrícolas, em que o comandante Ricardo Morandini foi o escolhido.

Além disso, durante o Congresso da Aviação Agrícola, o SNA lançou oficialmente o FAM –  Fundo de Auxílio Mútuo dos Pilotos Agrícolas, que tem como objetivo prestar auxílio financeiro aos associados nos casos de afastamento permanente (perda de CMA) ou morte. Saiba mais em: https://bit.ly/2OKtAwa.


dia aviacao agricola2019

A Azul Linhas Aéreas está com vagas abertas para comissários(as) de voo.

Para se candidatar, acesse o link https://bit.ly/2Jcy8F3.

Qualificações:

- Ensino médio completo;
- CMA válido;
- CCT ou CHT emitidos pela Anac;
- Idioma inglês ou espanhol nível intermediário;
- Ter nacionalidade brasileira.

Obs.: O SNA apenas divulga vagas e não tem responsabilidade pela seleção.

Para facilitar ainda mais a vida dos associados, agora é possível fazer adesão ao curso on-line de inglês oferecido pelo SNA de forma totalmente remota e on-line.

Basta acessar o Portal do Associado (com login e senha) e clicar em “Serviços SNA” e depois em “Loja de Serviços”. Acesse: https://portal.aeronautas.org.br

As mensalidades são de apenas R$ 50 mensais.

Saiba mais:

Com duração de um ano, os cursos (um para pilotos e outro para comissários) têm o objetivo de aprimorar e capacitar o aeronauta na língua estrangeira, com enfoque na aprovação da avaliação de Proficiência Linguística da ICAO para os pilotos, assim como dar treinamento técnico e boa desenvoltura em entrevistas de emprego em empresas estrangeiras. 

Sob coordenação da professora Aline Chelfo, especialista em inglês aeronáutico, os matriculados terão acesso a provas simuladas, material de estudos em PDF, exercícios extras, aulas ao vivo semanais via streaming, plantão de dúvidas e suporte ilimitado prestado pela equipe de educadores da plataforma.

As aulas são transmitidas pela internet, e os alunos podem assistir ao conteúdo quantas vezes desejarem pelo prazo de 12 meses, a contar da data de matrícula.

Cursos de inglês do SNA para comissários e pilotos
Duração: 12 meses 
Valor: R$ 50 por mês (R$ 600 no total)
Formas de pagamento: à vista (R$ 600), 12x de R$ 50 no boleto/DDA (débito direto autorizado) ou em até 3 vezes no cartão de crédito.
Público: pilotos (Curso ICAO na Proa) e comissários (Curso Inglês a Bordo)

Matrículas abertas! 

Tel.: (11) 5090-5100 (Ramal 1081)
WhatsApp: (11) 98687-0052
E-mail: icao.treinamento@aeronautas.org.br
Horário de atendimento: de segunda a sexta, das 9h às 18h