O SNA é contrário à decisão da Anac de passar a emitir o CHT (Certificado de Habilitação Técnica) somente em versão digital, eliminando o documento físico.

De acordo com a agência reguladora, a licença física impressa pela Casa da Moeda só será aceita até o dia 31 de dezembro de 2019. A partir do dia 1° de janeiro de 2020, o profissional de aviação civil terá que portar, obrigatoriamente, a versão digital da licença, em meio físico ou impresso, com o QR Code.

O SNA ressalta que essa medida pode trazer complicações para os tripulantes, especialmente em viagens ao exterior, bem como para acesso a aeroportos também no Brasil.

Lembramos que nos EUA, Europa, China, países árabes, America Latina, além de muitos outros, o CHT é físico. Assim, os tripulantes brasileiros podem enfrentar dificuldades por não portarem o documento físico.

Destacamos ainda que o CHT Digital não conterá foto e não será mais aceito como documento de identificação.

Desta forma, o SNA estuda as medidas cabíveis para tentar reverter essa decisão.

Fiquem atentos a nossos meios de comunicação.

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store

O SNA fechou uma parceria com a Universidade Municipal de São Caetano do Sul que dá 15% de desconto aos associados no MBA em Gestão Aeronáutica, curso de pós-graduação presencial voltado para profissionais da aviação civil.

As aulas têm início em 10 de outubro e serão realizadas sempre às quintas-feiras, das 8h às 17h, na sede São Paulo do SNA ou em um dos campus da universidade (Bela Vista ou São Caetano do Sul). O local fica à escolha do aluno.

O curso tem duração de 18 meses e associados ao SNA têm direito a um desconto de 15% (exceto na 1ª mensalidade). O valor mensal para associados, que era de R$ 799, baixou para R$ 724 — existe a opção de pagar R$ 501 em 26 vezes.

Para saber mais sobre o curso e fazer inscrição, acesse: https://bit.ly/2Kw591f.

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store


parceria uscs feed insta

O SNA se manifestou nas audiências públicas nº 12/2019 e nº 13/2019, promovidas pela Anac, de forma a rejeitar integralmente as mudanças propostas para o RBAC 121 relativas ao cálculo do combustível mínimo para despacho.

As propostas de mudança preveem diminuição dos atuais 10% para 5% como reserva mínima de contingência (Audiência 12) e a possibilidade de a própria empresa determinar esta porcentagem do cálculo pré-voo do combustível, após aprovação da Anac (Audiência 13), podendo inclusive não haver previsão de combustível de contingência.

O sindicato defende a manutenção do texto atual do RBAC 121, Emenda 07, conforme as seguintes justificativas:

1. Condições meteorológicas comuns no período de verão exigem desvios frequentes em rota;

2. Existem deficiências de infraestrutura aeroportuária e de gerenciamento de tráfego aéreo, principalmente na região amazônica, com poucos aeroportos de alternativa;

3. Áreas terminais congestionadas que exigem com frequência a espera durante o procedimento de descida e aproximações, assim como a necessidade de vetoração por parte do controle de aproximação para o sequenciamento de tráfego;

4. Alguns operadores podem não possuir dados suficientes para garantir a manutenção dos níveis de segurança;

5. Imprecisão das navegações planejadas, que em muitos casos não preveem os procedimentos de saída e chegada, como as paradas nas subidas e descidas;

6. Imprecisão das navegações planejadas que preveem voos em níveis ótimos, o que pode não ocorrer em função do gerenciamento do tráfego;

7. Capacidade questionável de cálculo preciso do consumo por aeronave, não prevendo aumento do consumo por degradação das aeronaves e motores.

Diante do exposto, o SNA reitera proposta para que se mantenha o texto atual do RBAC 121, Emenda 07.

Fiquem atentos aos nosso meios de comunicação para novidades sobre o tema.

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store

Em audiência na Justiça realizada na segunda-feira (26), relativa à ação civil pública em que o SNA cobra da Avianca o pagamento das verbas rescisórias dos demitidos, a companhia reconheceu, na contestação apresentada em juízo, que os valores não foram pagos.

Desta forma, o SNA reiterou o pedido de bloqueio imediato nas contas do grupo econômico. Porém o juiz informou que analisará o pedido somente no julgamento, que ainda não foi designado.

O SNA tem até a próxima segunda, dia 2 de setembro, para apresentar réplica sobre a contestação da Avianca. Na sequência, o MPT será intimado para se manifestar e o juiz deve proferir o julgamento.

Também nesta audiência, o juiz decretou revelia e confissão das empresas Redstar Limited Corp e Aerovias Beta corp, que figuram no grupo econômico, por não comparecimento em audiência das mesmas.

Fiquem atentos aos nossos meios de comunicação para novidades sobre a Avianca.

O SNA fica à disposição para esclarecimentos de dúvidas e para quaisquer outras orientações pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo Whatsapp 11 95375-0095 (somente para associados).

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store    

Um pedido de vista de um dos desembargadores do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), nesta terça-feira (27), adiou a decisão sobre o possível cancelamento do plano de recuperação judicial da Avianca e decretação de falência da companhia —o que anularia o leilão de parte dos ativos realizado recentemente.

Dois desembargadores votaram pela decretação da falência e outros dois votaram contra —como houve pedido de vista do quinto desembargador, a continuação do julgamento ficou marcada para o dia 10 de setembro. 

Ressaltamos que o SNA continuará acompanhando de perto os desdobramentos da recuperação e atuando judicialmente em todas as frentes possíveis para a defesa dos direitos dos tripulantes. 

Fiquem atentos aos nossos meios de comunicação para novidades sobre o caso.

Leia mais sobre a Avianca: www.aeronautas.org.br/noticias/avianca.

Associe-se ao SNA 
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store

No intuito de ajudar a atualizar o Anexo 29 da Ifalpa (Federação Internacional das Associações de Pilotos de Linha Aérea), que trata das condições dos aeroportos e aeródromos na região da América do Sul, o Sindicato Nacional dos Aeronautas criou um formulário on-line em que os tripulantes podem dar suas contribuições.

Para isso, basta acessar o link https://bit.ly/2HsVZ3w e sugerir a adição de deficiências —ou ainda a manutenção do status de problemas que não foram resolvidos.

A participação do maior número possível de pilotos é de grande importância para contribuir para a segurança operacional na região.

Lembramos que todos os associados ao SNA têm o direito de se associarem à Ifalpa sem nenhum custo.

Para isso, basta enviar um e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. informando nome completo e CPF.

Saiba mais em: https://bit.ly/2YK3gC1.

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store

      

Em audiência realizada nesta segunda-feira (26) no TST (Tribunal Superior do Trabalho), relativa à ação sobre redução de força de trabalho ocorrida na Gol em 2012, foi determinado que a empresa apresente, até o dia 2 de setembro, documentos que comprovem as demissões que a companhia alega terem sido feitas de forma regular.

Após isso, o SNA terá prazo até o dia 9 de setembro para analisar esses documentos da empresa. Ficou marcada para o dia 10 de setembro uma nova audiência para, com acompanhamento do ministro Vieira de Mello Filho, uma nova tentativa de conciliação entre as partes.

Lembramos que o SNA obteve decisões favoráveis nas duas primeiras instâncias da Justiça do Trabalho, em que a empresa foi condenada a reintegrar os demitidos em desacordo com a norma coletiva ou pagar indenização.

Veja a íntegra da ata da audiência desta segunda: https://bit.ly/30ALpyZ.

Fiquem atentos aos meios de comunicação do SNA para novidades sobre o tema.

O departamento jurídico do SNA fica à disposição para eventuais esclarecimentos pelo telefone (11) 5090-5100 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/sna-associe-se
Via Whatsapp: 21 98702-6770
Via app: SNA no Google Play ou Apple Store

Em um novo comunicado distribuído nesta sexta-feira (23), a Gol Linhas Aéreas informou aos tripulantes que, apesar de a normalização da migração do sistema DCS estar prevista para a quinta (22), isso ainda não foi possível por se tratar de uma mudança grande e complexa. 

De acordo com a companhia, os tripulantes que não baixaram atualização no Colaborador Mobile continuam com a funcionalidade disponível no app, realizando solicitações e recebendo um código localizador, porém a reserva não está ocorrendo de forma efetiva, de forma que este meio não deverá mais utilizado até a normalização.

Assim, as solicitações devem continuar sendo feitas via fonia, presencialmente nos D.Os, totens e posições de check in nas bases. Por isso, é importante o planejamento do tempo para estes deslocamentos.

Em caso de dificuldade, a chefia pode ser imediatamente contatada.