Depois de 27 dias, os pilotos da Avianca Colômbia continuam em greve devido ao impasse na renovação de sua Convenção Coletiva de Trabalho.

O Sindicato Nacional dos Aeronautas mais uma vez declara seu apoio aos colegas colombianos e rechaça as decisões do Ministério do Trabalho e da Autoridade Aeronáutica da Aviação Civil colombianos, que publicaram uma resolução permitindo que pilotos estrangeiros substituam os tripulantes em greve.

Além disso, o Tribunal Superior de Bogotá declarou a greve como ilegal, o que fere o direito constitucional de greve do país e também os acordos internacionais assinados pelo estado colombiano.

Os pilotos colombianos, apoiados pela ACDAC (Asociación Colombiana de Aviadores Civiles), pedem medidas para garantir maior segurança de voo e equiparação das condições de trabalho no país ao que é praticado internacionalmente pela própria Avianca.

É dever dos pilotos brasileiros apoiar os colegas colombianos, que declararam greve em busca de melhores condições de trabalho.

Como a Avianca cortou os salários dos pilotos, a ACDAC faz um apelo a todos que puderem ajudar para que depositem qualquer quantia, a ser distribuída entre os pilotos, na seguinte conta, em nome da ACDAC:

Bancolombia 601-630963-27, identificada com o NIT número 860014047-7, Código Swift. COLOCOE3MXXX.

O SNA se solidariza com os colegas e declara seu suporte a todas as ações e meios legais utilizados para que busquem garantir seus direitos.

Por fim, o SNA pede aos pilotos brasileiros da Avianca que, caso recebam convocação para realizar voos na Colômbia, entrem em contato para orientação sobre como proceder pelo email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo telefone 11 5531-0318 ramal 101.

VEJA O COMUNICADO DA ACDAC AO SNA: http://www.aeronautas.org.br/images/comunicado_acdac.pdf

O Sindicato Nacional dos Aeronautas informa a seus associados que seu atendimento nutricional gratuito agora também conta com serviço especializado em nutrição oncológica. 

A iniciativa vem justamente durante o movimento conhecido como “Outubro Rosa”, que visa chamar a atenção para a luta contra o câncer de mama e a importância de seu diagnóstico precoce.

O câncer de mama é um dos que mais mata mulheres em todo o mundo, e por isso é importante focar este assunto nos 12 meses do ano —o atendimento será feito não só em outubro, mas regularmente pela nutricionista do SNA.

Ressaltamos que a nutrição oncológica contribui com orientações e intervenções para que o paciente mantenha o melhor estado nutricional possível, adequando a dieta para controle de sintomas.

Além disso, o SNA aumentou os atendimentos para todos os associados. Agora, a nutricionista está disponível todas as segundas e quartas-feiras, das 10h às 14h, na rua Demóstenes nº 1045 (próximo ao aeroporto de Congonhas), no mesmo local em que são realizados os atendimentos psicológicos. 

Lembramos que o benefício é exclusivo para associados ao SNA.

Os horários para atendimento devem ser agendados por meio de solicitação ao e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O Sindicato Nacional dos Aeronautas participou nesta segunda-feira (3), em Fortaleza, de um workshop voltado à aviação agrícola, dentro da programação do Agropacto 2017-Ceara.

Representaram o SNA o comandante Gianni Bozetto, representante do sindicato para a aviação agrícola, e o assessor técnico Marcelo Drescher, que esclareceram procedimentos do setor agrícola e buscaram apoio contra o projeto de lei 18/2015, de autoria do deputado estadual Renato Rozeno (PSOL), cujo objetivo é proibir a aviação agrícola de atuar no Ceará.

Estiveram presentes, além do SNA, as seguintes entidades: Faec, Senar, Sebrae, Sindag, Adagri, Fieg, Conag, Sindiveg, Secretaria de Meio Ambiente, Secretaria de Agricultura, Associação de Apicultores. Também compareceu o deputado estadual Sergio Aguiar.

O SNA está buscando em todo o país a união dos setores envolvidos no agronegócio para defender formas seguras e fiscalizadas para a aplicação aérea, defendendo sempre os postos de trabalho dos aeronautas. 

A atuação do SNA vem aumentando graças ao número crescente de pilotos agrícolas associados e preocupados com o futuro do segmento.

Atendendo a reivindicações do grupo, o Sindicato Nacional dos Aeronautas e a Asagol realizaram nesta quarta-feira (27) reunião com copilotos da Gol Linhas Aéreas, em São Paulo, para tratar especialmente de questões como remuneração e plano de carreira. 

O grupo, que reuniu mais de cento e vinte tripulantes nesta quarta, decidiu pleitear junto à companhia que copilotos percebam um salário equivalente a 70% dos vencimentos recebido pelos comandantes. 

O pleito decorre de diversos fatores, como a maturidade que a empresa atingiu, em que não se visualiza mais crescimento como o que ocorreu em outros anos, de forma que hoje o tempo de permanência na função de copiloto é elevado e tendente a aumentar. 

A solicitação também decorre da distorção comparativa entre a remuneração dos comandantes e copilotos, equivalente à proporção de cerca de 50%, quando a prática nos principais mercados varia de 60% a 70% da remuneração de um comandante. 

O grupo também deliberou por um abaixo-assinado para que aqueles que não puderam participar da reunião também tenham oportunidade de opinar sobre o assunto. Em breve ele estará disponível nos meios de comunicação do SNA e da Asagol, com as premissas discutidas na reunião para votação do grupo.

Este pleito, conforme deliberado pelos presentes, será levado à empresa. Tão logo tenhamos uma resposta, nova reunião será marcada com o grupo.

O SNA parabeniza o grupo pela presença maciça na reunião e pede que os copilotos continuem mobilizados, acompanhando os meios de comunicação das entidades.

Atendendo a reivindicações do grupo, o Sindicato Nacional dos Aeronautas e a Asagol convidam todos os copilotos da Gol Linhas Aéreas para reunião a ser realizada no próximo dia 27 de setembro, às 13h30, no hotel íbis Congonhas (São Paulo).

No encontro serão discutidas questões como remuneração e plano de carreira, além de outros temas diversos.

Ressaltamos a importância dos assuntos para todos os copilotos. Contamos com a participação maciça do grupo.

A Flydubai está em busca de comandantes e copilotos e vai realizar avaliações no Brasil no mês de outubro.

Para participar do processo, é necessário inscrever-se nos links abaixo.

Comandantes:

http://careers.flydubai.com/jobs/captain-brazil-assessment-centre-926

Copilotos:

http://careers.flydubai.com/jobs/first-officer-brazil-assessment-centre-931

Obs.: O SNA apenas divulga vagas e não é responsável por seu conteúdo.


A CNFH (Comissão Nacional de Fadiga Humana) esteve reunida na terça-feira (29) no escritório regional do Sindicato Nacional dos Aeronautas em Brasília para discutir o primeiro fadigômetro da aviação civil brasileira.

Entre os próximos passos da comissão está a proposição de elaboração de um manual para investigação da fadiga, a ser feita durante a próxima reunião do CNPAA (Comitê Nacional de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

Além do SNA, a reunião contou com a presença de representantes de Asagol, ATT, Cenipa, Universidade de Brasília, Vale do Rio Doce (Divisão de Aviação), Avianca, Gol e Modern Logistics.

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, despachou, na tarde de ontem (9), o texto da Nova Lei do Aeronauta, Projeto de Lei SCD02/2017, para a Casa Civil e à Presidência.

De acordo com a Constituição Federal, a partir da data de recebimento do texto aprovado pelo Senado, o presidente Michel Temer tem quinze dias úteis para sancionar a lei. O prazo termina em 29 de agosto.

Após ser promulgada, a Nova Lei do Aeronauta deve entrar em vigor em 90 dias, passando a valer no final de novembro deste ano.

Isso significa que as escalas dos aeronautas referentes ao mês de dezembro já deverão conter os avanços da nova legislação.

O SNA agradece a todos que, de alguma forma, contribuíram para que conquistássemos a aprovação, seja enviando e-mails, indo a Brasília nas mobilizações ou ligando para os gabinetes dos congressistas.

Ressaltamos ainda que existem muitas batalhas pela frente, como a possibilidade de abertura de capital nas empresas brasileiras e a reforma do CBA (Código Brasileiro de Aeronáutica), situações nas quais precisaremos defender nossa profissão.

Juntos, continuaremos buscando novas vitórias!
Para saber os próximos passos, fique atento à comunicação do SNA.

Na última terça-feira (25), a British Airways informou ao SNA que decidiu desligar o time de comissários de bordo baseados em São Paulo a partir do dia 30 de setembro de 2017.

Segundo a empresa, este fechamento impactará 41 empregados, aos quais será oferecido um pacote de saída com benefícios adicionais, além das verbas rescisórias prevista em lei.

Ainda, segundo a empresa, os benefícios adicionais serão um mês de salário adicional, aviso prévio indenizado (em vez de trabalhado) de 90 dias e cobertura de plano de saúde e plano odontológico até janeiro de 2018, sob a condição de permanência na empresa até o dia 30 de setembro.

O SNA, atento as possíveis estabilidades, inclusive a estabilidade pré-aposentadoria assegurada na cláusula 3.1.1 da CCT 2016/2017, questionou os representantes da British Airways, os quais afirmaram que empresa irá indenizar o respectivo período de estabilidade, desde que comprovada sua condição.

Para mais esclarecimentos, o departamento jurídico do SNA permanece à disposição para atendimento presencial, por e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo telefone 11 5531-0318, ramal 101.

***********

ERRATA: O SNA esclarece que a informação publicada anteriormente, "British Airways comunica que irá encerrar a base operacional no Brasil", foi atualizada para "British Airways comunica que irá desligar o time de comissários de bordo baseados em São Paulo". A correção foi feita no dia 31 de julho de 2017, às 15h29, após apontamentos da empresa. A companhia também informou que está trazendo ao país uma das mais modernas aeronaves da frota da British Airways, o 787-8 Dreamliner, que irá operar a rota entre Rio de Janeiro e Londres a partir de 29 de outubro deste ano, quando a frequência de voos dessa rota passará de cinco para seis voos por semana.

O Sindicato Nacional dos Aeronautas participou de audiência no MPT (Ministério Público do Trabalho) de Brasília-DF, na última segunda-feira (17), sobre o afastamento previdenciário das aeronautas gestantes.

Durante o encontro, o SNA expôs as especificidades da profissão e a necessidade de afastamento das aeronautas grávidas por medida de segurança de voo e proteção à mãe e ao nascituro.

Diante do exposto, a Procuradoria do Trabalho concedeu prazo de 10 dias para que o SNA junte os comprovantes de que as aeronautas gestantes, em perfeito estado de saúde, obtiveram o auxílio-doença, bem como as negativas do órgão previdenciário que passaram a ocorrer depois de março.

Desta forma, o SNA solicita que as aeronautas que já estiveram ou estejam grávidas enviem ao sindicato a documentação pertinente de afastamento previdenciário, concedido ou não, para que esses comprovantes sejam apresentados à Procuradoria.

É essencial que, além da carta de concessão, sejam enviados os documentos de encaminhamento das empresas e o laudo médico, que comprovam o estado de gravidez.

Ressaltamos que o SNA não está medindo esforços para solucionar o problema da melhor forma possível. Os documentos devem ser enviados para o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O Sindicato Nacional dos Aeronautas conseguiu na Justiça do Rio de Janeiro a reintegração de aeronauta que havia sofrido demissão arbitrária na Latam em junho de 2016, sem observância da cláusula para redução de força prevista na CCT.

Em decisão proferida na quarta feira (5), a magistrada determinou, liminarmente, a imediata reintegração do copiloto, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00.

Para que as empresas possam proceder com as demissões noticiadas, devem procurar o sindicato para negociar o formato da redução, com o objetivo de amenizar os impactos e em busca de aplicar de forma adequada os parâmetros previstos na cláusula 3.1.2. da CCT.

A Latam terá cinco dias para reintegrar a aeronauta a partir do recebimento da notificação da decisão.

O resultado desta medida reforça o compromisso do SNA na defesa dos direitos dos associados.

O departamento jurídico do SNA fica à disposição para o esclarecimento de dúvidas por meio do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O evento, um dos maiores do setor de aviação agrícola no mundo, será realizado em Canela (RS), entre os dias 8 e 10 de agosto de 2017, com participação do Sindicato Nacional dos Aeronautas.

Organizado pelo Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola, o congresso tratará de temas como tecnologia, sustentabilidade e questões ambientais.

Associados ao SNA estão isentos com o valor da inscrição.

Para isso, basta acessar o link https://goo.gl/PLi9eT e preencher com os seguintes dados:

1. Nome, e-mail, telefone, nome do crachá, cargo e nome de guerra;

2. Tipos de inscrições: Associado SNA / Opções de profissão: Piloto / Opção de inscrição: inscrição completa (caso queira participar do jantar o valor será de R$ 120,00 à parte); / Forma de pagamento: pagseguro/boleto;

3. Preencher cupom de desconto, código SINDAG;

4. Cadastrar / Avançar;

5. Realizar pagamento (será direcionado para uma pagina com o valor zerado ou com a taxa somente do jantar).

Em caso de dúvidas, ligue para (51) 99286.0321.

Mais Artigos...