Líder nega exigência de pagamento de simulador; SNA pede provas a tripulantes

Fonte
  • Menor Pequena Medium Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Em resposta ao SNA a questionamentos feitos pelo SNA com base em denúncias de tripulantes, a Líder Táxi Aéreo negou a suposta exigência de pagamento de simulador quando nos casos em que o aeronauta pede dispensa da companhia.

Em ofício, a empresa diz cumprir “todas as disposições da Lei 13.475/2017, bem como dos termos do instrumento coletivo em vigor relativamente a seus empregados aeronautas”.

De acordo com as denúncias, a empresa estaria solicitando a assinatura de um termo, antes dos treinamentos de simulador inicial e periódico, com a previsão de desconto do valor do simulador na hipótese de pedido de dispensa pelo tripulante antes da finalização do curso.

Diante da resposta da companhia, o SNA pede aos tripulantes o envio de documentos que possam comprovar as supostas irregularidades para que possamos tomar as medidas cabíveis.

Os aeronautas podem entrar em contato pelo Whatsapp: 11 95375-0095 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Associe-se ao SNA
Via site: https://tinyurl.com/associe-se-sna
Via Whatsapp: 11 98687-0052
Via app: Procurar SNA no Google Play ou na Apple Store